New here? Register. ×
×

A Era de Aquário em Niterói

Escrito por Luiz Antonio Mello às 08:39 do dia 26 de dezembro de 2020
Sobre: Mudança de valores
  • era de aquário
26dez

era de aquárioO raro alinhamento de Saturno e Júpiter marca ou deveria, em tese, marcar o início da tão esperada, sonhada, cultuada Era de Aquário, um dos alicerces do movimento hippie.

Éramos pequenos, tínhamos ido pescar na Primeira, nome da pedra que fica adiante da Itapuca, batizada assim pelos surfistas. Depois dela, a Segunda, que fica bem mais longe.

O mar estava liso, “sem cabelos”, pegamos uma meia dúzia de peixes, muitos mexilhões e planejávamos encher um balde de tatuís na altura do Regatas. Era fim de tarde, férias de verão, tanajuras em profusão em torno das luminárias da calçada, mas nós caminhávamos pela areia, cheia de cascalhos.

Paramos quando ouvimos uma música soando da direção da Pedra do Índio. Em inglês dizia:

Quando a lua estiver na sétima casa/E júpiter alinhar-se com Marte/Então a paz guiará os planetas/E o amor dirigirá as estrelas/Este é começo da era de aquarius/A era de aquarius/ Aquarius/Aquarius/ Harmonia e compreensão/Simpatia e confiança em abundância/Sem mais falsidades ou zombarias/ Sonhos vivos brilhantes de visões/Revelação do cristal místico/ E a verdadeira libertação da mente

A música que tocava era “Age of Aquarius” (Era de Aquário) do grupo norte-americano 5th Dimension (The Mamas and the Papas também gravou). Como a maré estava bem baixa deu para chegar lá sem qualquer dificuldade.

Um pequeno grupo de mulheres e homens, cabelos grandes, usando batas coloridas, faixas na cabeça, tinha espalhado palitos de incenso e fazia um ritual em homenagem a Era de Aquário. Sorridentes, nos convidaram para participar. Claro, estávamos assustados e ao mesmo tempo fascinados porque, além da música, do ritual, do astral, as moças estavam com os seios nus.

Eles eram do Rio, mas a sacerdotisa, digamos assim, era de Niterói, morava em Icaraí e durante anos foi musa de 3.000% dos garotos que habitavam aquela savana bairro. Foi ela quem explicou:

“Estamos nos preparando para ingressar na Era de Aquário que só vai acontecer em 2021. Um alinhamento de planetas (como o iniciado segunda-feira, dia 21), fará a humanidade entrar numa fase de cerca de 2150 anos de harmonia e solidariedade, bonança.”

Segundo a revista Veja SP, que ouviu a astróloga Andreia Modesto “Aquário é o signo que representa o interesse pelas questões do coletivo e que motiva a ação e participação no ´mundo lá fora`, o que significa responsabilidade e cooperação para si e para os outros. Após um ano fechado com Júpiter e Saturno presos no signo de Capricórnio, um tempo novo se anuncia se apoiando no valor da ciência, do conhecimento e, sobretudo, na percepção de que é preciso rapidamente viver de outra maneira, com outros valores, hábitos e metas, diz a especialista. Para ela, o mundo vive uma fase de transição, na qual é preciso abrir a consciência e perceber a vida sob um ângulo que não seja o da individualidade.”

Fiquei emocionado com as palavras da “sacerdotisa” ao som de “Age of Aquarius” que era repetida no toca-discos portátil que eles levaram e impulsionado pelo fato de ser aquariano.

Nós acabamos perdendo a hora até que alguém lembrou que estava ficando tarde. Saí com aquela música ecoando, mesmo porque foi um sucesso planetário que tocava direto na Rádio Mundial que todos nós ouvíamos.

Segunda-feira desta semana, à noite, fui com a minha cadela para a Praia de Icaraí, bem junto ao mar. Além de me fartar com o ar condicionado natural que o vento da entrada da barra proporciona, queria ver Saturno e Júpiter próximos. Eu e uma pequena multidão solitária, cada um na sua, com máscaras, olhando para o alto. Vendo as estrelas, pedi muito para que a Era de Aquário traga o necessário alívio para a humanidade que enfrenta um dos mais duros momentos de sua passagem por aqui.

Lembrei que Niterói no final dos anos 1960, abrigou muitos hippies. Alguns nativos da cidade se mandaram mundo afora de carona e não voltaram mais, mas deixaram belas histórias reverberando nas esquinas de Icaraí, Santa Rosa, Ingá, São Francisco, São Domingos… Os nomes? Claro que lembro, de vários, mas jamais publicarei porque seria invadir o sonho deles.

Sharing is caring

Luiz Antonio Mello
Luiz Antonio Mello
Jornalista, radialista e escritor, fundador da rádio Fluminense FM (A Maldita). Trabalhou na Rádio e no Jornal do Brasil, no Pasquim, Movimento, Estadão e O Fluminense, além das rádios Manchete e Band News. É consultor e produtor da Rádio Cult FM. Profissional eclético e autor de vários livros sobre a história do rádio e do rock and roll.
|

One thought on “A Era de Aquário em Niterói

Comments are closed.

Menu