New here? Register. ×
×

Empresa apontada por Cabral nega ter feito campanha para eleger Rodrigo

Escrito por Gilson Monteiro às 14:34 do dia 25 de setembro de 2020
Sobre: Abre aspas
25set

A FSB, empresa de assessoria de imprensa, nega ter participado da campanha eleitoral de Rodrigo Neves em 2012. Em depoimento ao Ministério Público, Sérgio Cabral disse ter convocado a FSB para reforçar a campanha do petista a prefeito de Niterói naquele ano. Pelo serviço, o então governador do Estado do Rio, afirmou ter pagado R$ 200 mil com dinheiro de seu caixa de propina. E que, em troca, a empresa seria contratada pela prefeitura, no  caso de vitória de Rodrigo Neves.

Flavio Castro, sócio da empresa de comunicação, escreveu à Coluna dizendo “que as informações prestadas pelo Cabral sobre a FSB são absolutamente falsas. Não participamos da campanha do então candidato Rodrigo Neves e só fomos contratados pela Prefeitura anos depois, em 2015, num processo licitatório público.”

Castro enviou à Coluna cópia de publicação no Diário Oficial, de 22 de setembro de 2012, para justificar que a FSB prestava serviço à Prefeitura de Niterói, assessorando a Fundação de Artes de Niterói (FAN), ao custo de R$ 75 mil.

Para o diretor da empresa, esse contrato firmado no último período do governo de Jorge Roberto Silveira “comprova que a FSB era contratada do município durante a campanha eleitoral daquele ano”. Justifica que, por isso, estaria impedida de fazer campanha para Rodrigo.

Cabral e sua caixa de propina

Em depoimento ao MP estadual, em processo investigatório criminal contra Rodrigo Neves, que apura desvio de cerca de R$ 11 milhões do Fundo Municipal de Transportes, Sergio Cabral respondeu assim às perguntas dos promotores de Justiça:

SÉRGIO CABRAL: (...) eu indiquei a FSB pra fazer assessoria de imprensa e paguei também com CAIXA DA PROPINA, talvez tenha sido 200 MIL REAIS, no máximo o valor. Eu creio que a FSB também foi contratada pela PREFEITURA DE NITERÓI. Eu creio não, tenho certeza.

(....)

MPRJ: O senhor lembra como foi feito esse ajuste com o RENATO PEREIRA (dono da agência de Publicidade Prole), foi feito na sua...

SÉRGIO CABRAL: O combinado com o FRANCISCO BRANDÃO (dono da FSB) e com o RENATO (Pereira, sócio da agência de publicidade Prole), "olha, vocês vão aju..., vão fazer a campanha, não vão fazer de graça, eu vou pagar com o recurso aqui da propina, do meu caixa.." eh... Não se usava a expressão propina, era do meu caixa, mas era propina claro, "...e depois o RODRIGO vai contratar vocês numa licitação organizada pra que vocês ganhem tanto a agência de publicidade, quanto a assessoria de imprensa".

MPRJ: Então o RODRIGO NEVES tava...

SÉRGIO CABRAL: Como eu havia feito no meu governo, no meu governo a PROLE ganhou a concorrência de publicidade

MPRJ: Depois...

SÉRGIO CABRAL: E a FSB foi assessora de imprensa.

MPRJ: Em algum momento, tanto em 2008 com a FW, quanto agora, quanto em 2012 com a PROLE, esse dinheiro foi reposto?

SÉRGIO CABRAL: Não.

MPRJ: Foi devolvido?

SÉRGIO CABRAL: Não

FSB já recebeu R$ 19 milhões de Niterói

Empossado em janeiro de 2013, em novembro de 2015 Rodrigo contratou a FSB por R$ 5 milhões, por um ano de prestação de serviços. Reeleito prefeito, tão logo foi conhecido o resultado do segundo turno das eleições, Rodrigo tratou de cuidar da propaganda e divulgação de seu segundo mandato. O Diário Oficial de 1°/11/2016 publicou um termo aditivo ao contrato com a FSB Estratégia em Comunicação para assessoria de imprensa e relações públicas por mais um ano, ao custo estimado de R$ 5.457.050,00.

Desde 2015 até este mês, a prefeitura de Niterói já pagou à FSB R$ 19.258.990,11, conforme registros do Portal da Transparência. Até 2017 o contrato era pago com dinheiro da arrecadação de impostos. Depois passou a ser coberto pelos royalties de petróleo recebidos pelo município.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|
Menu