New here? Register. ×
×

Síndicos assediados por seguranças

Escrito por Gilson Monteiro às 16:40 do dia 25 de maio de 2018
Sobre: Clima de medo
25maio

Condomínios de Icaraí, Boa Viagem e São Francisco têm sido procurados, com alguma insistência, por supostas empresas de segurança que propõem garantir o sossego e o patrimônio de moradores. Isto, depois de uma sucessão de assaltos em que bandidos surgem armados com fuzis para roubar celulares e relógios na porta dos prédios, ou para tomar o carro de moradores, espalhando o medo entre a população.

O presidente do Sindicato dos Condomínios (SinCond), Alberto Machado, adverte que “o síndico não pode firmar esse contrato de vigilância sem antes obter a aprovação da assembleia geral de condôminos, sob pena de incorrer em crime de responsabilidade”.

Ressalta que a despesa com a segurança privada vai onerar ainda mais o orçamento do condomínio, onde já são elevadas as contas de água, luz e outras para a manutenção do prédio. A crise econômica tem feito aumentar a inadimplência de cotas condominiais.

Alberto Machado diz que a assembleia geral deverá “considerar que a segurança pública é um dever do Estado e a ele tem que ser dirigidas as cobranças pela falta de policiamento nas ruas”.

— Contratar um suposto serviço de segurança oferecido por mercenários, que cobram de R$ 3 mil a R$ 5 mil por mês dos condomínios, é estimular o descontrole da situação que pode descambar em um terreno fértil para milícias. Além disso, privatizar a segurança desse jeito só fará aumentar o descontrole do Estado nessa área e criar a política do salve-se quem puder – afirma o presidente do SinCond.

 

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

2 thoughts on “Síndicos assediados por seguranças

Comments are closed.

Menu