New here? Register. ×
×

Adeus a Chacon, combativo ambientalista

Escrito por Gilson Monteiro às 15:29 do dia 4 de julho de 2018
Sobre: Velório na Câmara
04jul

O corpo do engenheiro e ambientalista José Chacon de Assis, 69 anos, vai ser velado amanhã (05/07), das 11h às 15h no plenário da Câmara Municipal de Niterói e sepultado às 16h no Parque da Colina. Ele morreu vítima de um atropelamento ao atravessar o Eixo Monumental, em Brasília, na terça-feira à noite (03/07), quando praticava Cooper. 

Chacon estava na capital federal participando de reunião do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, do qual era membro. Nascido em Niterói, o engenheiro eletricista atuava há mais de 40 anos em questões sociais e ambientais. Ex-presidente do Crea/RJ e criador do Movimento Nacional Cidadania pelas Águas, presidia a Associação Fluminense de Engenheiros e Arquitetos, que tem sede campestre em Itacoatiara.

De 1968 a 1969 foi presidente do Diretório Acadêmico Otávio Catanhede da Escola de Engenharia da Universidade Federal Fluminense. Como engenheiro, trabalhou na Light Rio, na Companhia Siderúrgica Nacional, Centrais Elétricas do Sul do Brasil (Eletrosul), Amazônia Mineração (AMZA), Albras – Alumínio Brasileiro S. A, Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, Bahia Sul – Celulose e Papel, Cenibra – Celulose Nipo-Brasileira S.A, Companhia de Cervejaria Brahma e como consultor, do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia para assuntos de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Agenda 21.

Chacon foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT) e participou da luta pela anistia, pelas Diretas Já e por uma Nova Constituição para o país, tendo ajudado a escrever o capítulo relacionado a meio ambiente da constituição do Estado do Rio de Janeiro.  Desenvolveu, entre outras, a campanha pelo tratamento dos esgotos sanitários, a Campanha Amar o Mar, da coordenação dos trabalhos sobre a Lei Orgânica de Niterói e da elaboração do Plano Diretor de Niterói e de São Gonçalo. Lutou contra o roubo de areia em Itaipuaçu. Esteve à frente da campanha pela criação e implantação do Parque Estadual da Serra da Tiririca (Frente em Defesa da Serra da Tiririca) e pela criação e implantação do Parque Municipal da Serra Grande. 

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|
Menu