New here? Register. ×
×

Niterói perde Ivan Galindo, 81 anos, grande benemérito do Clube Central

Escrito por Gilson Monteiro às 11:13 do dia 23 de novembro de 2021
Sobre: Amigo dos amigos
  • Ivan Galindo
23nov

Ivan GalindoA cidade perdeu ontem (22/11) o gentleman Ivan Moraes Galindo, uma das figuras mais atuantes, elegantes e simpáticas da sociedade niteroiense com atuação destacada na política fluminense. O ex-prefeito carioca Cesar Maia lamentou a morte do amigo, que lhe assessorou durante seus dois mandatos. O Clube Central decretou luto oficial por sete dias pelo fundador do Conselho Consultivo da agremiação.

Ivan Galindo sofreu um enfarte em casa. O velório está marcado para esta terça-feira (23/11), das 12h às 16h, no Salão Nobre do Cemitério Parque da Colina. Era casado com Elisabeth Lima Galindo e não deixa filhos.

César Maia lembra de Ivan Galindo como seu “querido amigo”. Em nota enviada à coluna, recorda haver trabalhado junto com “o impecável amigo dos amigos” por 20 anos. “Muito triste seu passamento. Será difícil me recuperar deste choque. Devo muito a ele onde eu estive”, conclui Cesar Maia.

Em nota de pesar publicada no Facebook, a diretoria do Clube Central descreve o percurso pessoal e profissional de Ivan Galindo. Agradece às décadas de sua vida dedicadas ao clube e ao engrandecimento social e cultural da entidade.

Há uma semana, Ivan Galindo recebeu a comenda da Arquiepiscopal Imperial Irmandade de Nossa Senhora das Dores da Polícia Militar. A veneranda irmandade foi criada há 170 anos com o objetivo de erguer a capela de Nossa Senhora das Dores (que está no pátio do quartel central da PM)  e amparar as viúvas e filhos de policiais militares.

Ivan Galindo gostava de andar bem-vestido. Seus blazers e ternos eram feitos pelo niteroiense Diógenes Cardoso, seu amigo alfaiate, o mesmo que faz os fardões da Academia Brasileira de Letras. Diógenes lamentou a morte de Ivan, “um homem de fino trato e elegância por natureza”.

Clube Central decreta luto de sete dias

O Clube Central, tradicional agremiação social de Niterói, emitiu a seguinte nota de pesar assinada pelos membros da Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo e Corpo Consultivo:

“É com extremo pesar que o Clube Central decreta LUTO OFICIAL pelo falecimento do grande centraliano IVAN MORAES GALINDO, 81 anos, nosso Sócio Benemérito, ex-Presidente Executivo, Ex-Presidente do Conselho Deliberativo, Conselheiro Nato, fundador e atual Presidente do Corpo Consultivo. O velório ocorre nesta terça-feira, 23 de novembro, entre 12h e 16h, no Salão Nobre do Cemitério Parque da Colina.

Ivan Galindo dedicou décadas de sua vida ao Clube Central e ao engrandecimento social e cultural da nossa sociedade, sempre atuante em defesa da nossa coletividade, e certamente será para sempre lembrado como o maior centraliano de todos os tempos!

Durante a gestão do ex-presidente Marcos Nelson, foi ele o idealizador do Central Prime, uma enorme conquista para a valorização do patrimônio do Clube Central, sendo o protagonista da articulação com a SOTER, que manteve o prédio como propriedade do clube e gerou um aluguel mensal que trouxe uma significativa independência financeira para nossa instituição. Sua intenção sempre foi fazer com que o nosso centenário Clube Central pudesse ter condições de se sustentar e se tornar ainda mais longínquo, se possível eterno em nossa sociedade. Um sonho que temos que manter vivo através da Diretoria, Conselho Deliberativo e Corpo Consultivo, honrando o desejo e a memória do nosso clube e desse nobre centraliano!

Ivan foi ainda um dos fundadores e idealizadores da Associação de Clubes de Niterói (ACN) e um dos grandes responsáveis pela história de glamour e tradição não apenas do Clube Central, mas de outras agremiações da cidade.

Como Auditor da Receita Estadual (aposentado), é até hoje figura respeitada pelo trabalho que exerceu na Secretaria de Fazenda do Estado. Advogado, tendo uma vida dedicada também ao serviço público e ao bem comum. Exerceu diversos cargos importantes também na Prefeitura do Rio, onde foi Chefe de Gabinete do ex-Prefeito Cesar Maia durante seus dois mandatos.

Nos últimos anos, à frente do Corpo Consultivo do Clube Central, ao lado de grandes centralianos como José Tude e Marcos Nelson, Ivan comandou o movimento de resgate das tradições do clube após uma curta gestão de um Presidente Executivo que, lamentavelmente, desonrou a instituição. No final de 2019, finalmente ele celebrou o retorno da agremiação ao rumo que sempre sonhou, de volta a uma conduta ética e comprometida com a história de tradição, dignidade e honradez. Teve a alegria de reconduzir na última eleição o Presidente do Conselho, Fernando Tinoco, que esteve bravamente ao seu lado na luta em defesa da instituição, e ajudou a eleger o atual Presidente Marcos Costa e sua Diretoria.

Para sua alegria o Corpo Consultivo ganhou neste período mais dois membros, o ex-Presidente José Roberto Leite Lima, que presidiu a entidade no ano do centenário com louvor, e também a primeira mulher, que exerceu durante um ano o mandato de Presidente do Conselho, a sócia Maria Fernanda de Mattos Calil, que também presidiu a reunião histórica que aprovou a expulsão do quadro social daquele que fez mau uso dos recursos do clube.

Ivan Galindo deixa um legado enorme a ser preservado e honrado por aqueles que o conheceram de perto, que tiveram o prazer de receber seus conselhos e ensinamentos sobre tudo que representa o Clube Central para a história da nossa cidade e para a sociedade. Este grande centraliano viverá para sempre em nossos corações e como um verdadeiro patrimônio para a memória e identidade desta instituição centenária.

A Diretoria, o Conselho Deliberativo e o Corpo Consultivo decretam, portanto, luto oficial de 07 (sete) dias, expressando o respeito, o carinho, a admiração e a GRATIDÃO do Clube Central!

O Clube Central se solidariza profundamente com a viúva Beth, com todos os demais familiares e amigos neste momento de dor, rogando a Deus que conforte e fortaleça a todos.”

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

One thought on “Niterói perde Ivan Galindo, 81 anos, grande benemérito do Clube Central

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *