New here? Register. ×
×

Bento, o cão inconsolável pela perda do dono, já tem novo lar e até namorada

Escrito por Gilson Monteiro às 11:35 do dia 17 de junho de 2021
Sobre: Final feliz
  • Bento e dona Márcia
17jun

Bento e dona MárciaInconsolável com a perda do dono falecido recentemente, Bento, um vira-lata de sete anos, finalmente encontrou um novo lar no prédio vizinho de onde vivia com o advogado Ivan Santos. Márcia e a filha Bruna Dionísio receberam Bento. Márcia já tem duas cachorras. Uma delas, a Mel, dizem ser namorada do peludo desde os passeios que faziam no Campo de São Bento, com Ivan.

Ontem à noite (16/6) Bento se mudou do playground do Edifício Toulouse, na Rua Otavio Carneiro – onde estava provisoriamente abrigado – para o apartamento das nova cuidadora.

Em comentário feito à Coluna, Bruna Dionísio escreveu hoje: “Minha mãe o adotou, pois já conhecia Bento e Ivan. Ivan adorava minhas duas cachorras e dizia que uma delas era a namorada do Bento. Enfim, toda uma afinidade e ele está ótimo, dormindo, sem ansiedade de procurar portas nem nada, parece que entendeu que está em seu novo lar. Final feliz para todos.”

O porteiro Eduardo  disse estar “muito feliz  com o destino que o Bento teve. Graças a Deus está nas mãos de quem temos a certeza que o ama, assim como o Sr. Ivan o amava”. Ficaram prontos nesta quinta-feira (17) todos os exames de Bento feitos na clínica Petway Shop. A veterinária Caroline Santoro disse que estão normais e que o cachorro deverá voltar apenas para tomar banho.

Inseparáveis, Bento e seu dono Ivan passavam horas no Campo de São Bento, todos os dias. Os dois eram bastante conhecidos e queridos em Icaraí. Com a morte do advogado, o cachorro sentiu muito a falta do “dono de estimação”. Antes de Márcia, outras pessoa tentou adotar o peludo enlutado, mas acabou devolvendo-o para o porteiro Eduardo, que ajudava a cuidar do bichinho.

Leia mais: Kojak é levado da casa onde foi deixado sozinho depois que seu dono morreu

O síndico do condomínio levou Bento para um check-up veterinário. O peludo está com as vacinas em dia e bem de saúde. Mas o psicológico do animal ficou afetado pela perda do amigo inseparável. Agora, ao lado de Mel, Bento parece se sentir consolado. Ele já conhecia a amiguinha e interagia com ela nos passeios pelos arredores do Edifício Toulouse.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

11 thoughts on “Bento, o cão inconsolável pela perda do dono, já tem novo lar e até namorada

  1. Chorei com essa história. Penso muito em meus animais se algo me acontecer. Tenho 4 gatos e 1 cão que era de minha mãe falecida. Não sei se minha família iria cuidar deles. Conto com meus amigos num momento desses.

  2. Que história linda…com final feliz…..Deus abençoe o Bento e os anjos que o acolheu…..era tão abençoado que não ficou abandonado em nenhum momento…..os animais costumam se refazer logo…com amor, carinho e muita atenção…..felicidades a todos os envolvidos. Amém

  3. Chorei ….penso muito no meu cachorro…. mais minha família com certeza se algo me acontecer cuidará dele….ainda bem que bento teve um final feliz

  4. Graças a Deus 🙏 Boa todos os dias ele com seu dono no campo! Que final feliz lá de cima o senhor Ivan estará feliz!!

  5. Estou imensamente feliz pois o Sr. Ivan amava muito Bento! Era só chegar e ele já perguntava: o que você acha do meu filhinho? Eram inseparáveis; pelas minhas conversas com ele, acho que era muito solitário! Escutava, mas não sei se eram verdadeiras! Dizia que tinha uma casa em Minas e que iria morar lá e levaria a Princesa, minha cadela de 15 anos! Tinha casa em Petrópolis, na barra e também tinha três filhos; dois rapazes e uma filha. Mas nos natais e ano novo, era ele e o Bento! Tinha muita empatia pela situação dele pois me dói o coração ver um idoso ter que lidar com suas mazelas sem o apoio da família! Na última vez que o vi, talvez uns vinte dias atrás, eu estava caminhando e parei rapidamente pra falar com os dois; ele medisse que estava tudo bem mas, eu o achei tão abatido! Depois o vi de novo, levantou de um banco e sentou de novo no banco logo a frente. Me arrependo de não ter ido lá falar com ele de novo! No entanto, vou me consolando dizendo a mim mesma que agora ele, sua alma, está em paz pois o Bento está acolhido! Essa deve ter sido sua última preocupação nessa vida!

    1. Quer dizer que ele tinha filhos, que não queriam saber dele e também não quiseram ficar com o cachorro, mas certamente vão querer ficar com os bens que ele deixou né?! Muito triste!Por isso que prefiro bicho do que gente!!!

    2. Que bom que o Bento foi acolhido!
      Quanto aos parentes, se houver bens imóveis, com certeza aparecerão!
      Seja feliz, Bento!!!

Comments are closed.