New here? Register. ×
×

Veja o vídeo. Bento, o cão adotado, passeia com Mel e Sol pelas ruas de Icaraí

Escrito por Gilson Monteiro às 12:13 do dia 18 de junho de 2021
Sobre: De volta ao normal
  • Bento passeia
18jun

Bento passeiaAdotado por uma vizinha de seu falecido dono, Bento, um vira-lata de sete anos aos poucos está vencendo o luto. Em sua nova casa em Icaraí, o animal convive com Sol, uma SRD (sem raça definida), de pelo amarelado e olhos verdes, e Mel, um pitbull fêmea. E já voltou a passear pelas ruas do bairro com as amiguinhas (veja o vídeo).

Bruna Dionísio, filha de Dona Márcia, a nova cuidadora de Bento, adotou Sol e Mel há cinco anos. Ela conta que “Mel é louca pelo Bento e o enche de beijos desde quando o encontrava no Campo de São Bento, levada para passear pelo Sr. Ivan”.

Ivan Santos era advogado aposentado. Seu companheiro fiel ficou sozinho depois que ele morreu, na semana passada. Uma sobrinha deixou Bento aos cuidados do porteiro do Edifício Toulouse, na Rua Otávio Carneiro, em Icaraí. O peludo ficou abrigado no playground do prédio até que ontem Dona Márcia resolveu adotá-lo.

A convivência com Sol e Mel tem sido mais ou menos pacífica. Conta Bruna que “Sol é mais territorialista, gosta do Bento, mas está com ciúmes”.

Ontem, quando Bruna chegou em casa, o peludo já havia se instalado no quarto dela. Deitou-se por volta das 21h na caminha de Mel e só acordou de manhã cedo. “Ele me recebeu feliz, porque a gente já se conhece desde quando Sol era filhote, em 2016”, disse Bruna.

– Hoje quando acordei e ele estava pela casa sassaricando. Ele é super curioso e atento. Carinhoso também, porém ainda está agitado. Já gostou de um dos brinquedos que ficam à disposição deles; dormiu nas caminhas delas, por opção, pois lá em casa podem dormir na cama de humanos e nas poltronas. Está se alimentando normalmente, chegou a usar a caixa weasy ontem, mas hoje flagrei ele dando uma bela mijada no papel de parede do corredor. Melhor que não fazer, preferimos que os cães não façam exclusivamente na rua e sim em qualquer lugar, para não ficar dependente. Que a rua seja passeio e lugar de desestresse, e não banheiro. Ele está se adaptando bem, não está triste. Só a Sol que preciso redobrar a atenção pelos ciúmes. Ela é bem alfa, mandona, territorialista e egoísta, então vamos mostrando que cada um tem seu espaço – conta Bruna Dionísio.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|