New here? Register. ×
×

Vargas Vila, o consultor dos advogados, morre aos 85 anos em Niterói

Escrito por Gilson Monteiro às 11:15 do dia 12 de outubro de 2021
Sobre: Adeus ao grande causídico
12out

Vargas Vila Cruvello D’Ávila, advogado por vocação, morreu aos 85 anos, na manhã desta terça-feira (12/10), defendendo seus clientes até o último suspiro. Estava internado há 12 dias no CHN por causa de um câncer no fígado. Mas honrou até o fim aqueles que lhe outorgaram procurações. Mesmo no leito do CTI ditava novas petições para serem juntadas a processos em andamento.

“Sem advogado não há justiça, sem justiça não há democracia”, cunhou Vargas Vila o lema da advocacia quando presidiu a OAB Niterói (1989-1991). Foi conselheiro estadual da Ordem dos Advogados do Brasil por muitos anos.

Foi autor da Tabela de Honorários Mínimos da OAB/RJ; da indicação que criou a Escola Superior de Advocacia da OAB/RJ. Presidiu a comissão da Ordem que elaborou o atual Estatuto da Advocacia. Propôs a criação do Protocolo Integrado da Justiça Fluminense (PROGER); da Escola de Magistratura no TJ/RJ; e da Procuradoria Geral da Defensoria Pública fluminense. Foi fundador do Clube dos Advogados de Niterói.

Desde que se formou em 1972 na Faculdade de Direito da UFF, tornou-se um estudioso das leis e jurisprudências. Era uma enciclopédia jurídica, sendo por isso consultado por muitos de seus colegas advogados, jornalistas e até magistrados em casos controvertidos da volumosa legislação brasileira.

Vargas sempre se preocupou em acionar contra atos ilegais de autoridades municipais, estaduais e federais. Lutava incansavelmente contra aumentos abusivos de tarifa praticados por concessionárias de água, luz, telefone e de pedágios. Questionava prefeituras sobre a legalidade do reajuste do IPTU, ISS e da cobrança de multas aplicadas por guardas de trânsito sem a qualificação necessária. Entrava com ações populares sem cobrar honorários.

Dono de uma inteligência rara, prestimoso e sério dignificou a advocacia. Vai fazer falta e deixar saudade ao mundo jurídico. Do primeiro casamento teve três filhos, Gustavo, Ricardo e Eduardo. Era casado em segundas núpcias com Marina Soares Cruvello D’Ávilla. A família ainda não marcou a hora do velório que deverá acontecer no Parque da Colina.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

4 thoughts on “Vargas Vila, o consultor dos advogados, morre aos 85 anos em Niterói

  1. Que Deus receba em seus braços una pessoa agradável,
    amiga e um profissional brilhante. Da mesma forma que conforte os seus familiares pela perda irreparável do ente querido.

  2. Os meus pêsames aos familiares. Foi bem sucedido em inúmeras ações, na defesa consumerista. Marcou a história da Advocacia Fluminense !

  3. Uma enorme perda, pois era um advogado brilhante, ético e extremamente competente.
    Uma amizade de muitos anos.
    Que Deus o receba com muito carinho e conforte toda a Família.

  4. MEUS SENTIMENTOS AOS FAMILIARES E AMIGOS DESSE GRANDE PROFISSIONAL DO DIREITO, AO QUAL TIVE A HONRA DE SERVIR COMO CONSELHEIRO. DR. ADILSON VASCONCELLOS. EX PRESIDENTE DA AFAT.

Comments are closed.