New here? Register. ×
×

Segurança troca de cor em Niterói, mas policiamento continuará insuficiente

Escrito por Gilson Monteiro às 11:03 do dia 3 de setembro de 2021
Sobre: Tudo azul
  • Segurança presente
03set

Segurança presenteNum golpe de braço para assumir o comando das ações midiáticas de segurança pública em Niterói, o governador Claudio Castro anuncia hoje (03/09), às 11h, no 12° Batalhão da PM, “a expansão do Segurança Presente”. O programa que era bancado por Niterói com R$ 30 milhões anuais dos royalties do petróleo, agora passa a ser assumido pelo Estado. Sai o laranja entra o azul nos coletes e viaturas usados pelos agentes policiais.

Pelas redes sociais, Castro anunciou a novidade com uma negação: “Estão dizendo por aí que o Segurança Presente acabou em Niterói! Atenção! É Fake News! O programa não foi suspenso. Pelo contrário! Ele será ampliado e vai chegar à região de Pendotiba, somando quase 300 agentes em 10 locais da cidade”, escreveu.

O governador, que com a venda da Cedae está distribuindo R$ 7,688 bilhões a 29 municípios (Niterói está fora dessa), tem em caixa mais R$ 14,478 bilhões arrecadados no leilão de venda da companhia de saneamento. Dinheiro tem muito, inclusive para melhorar a segurança pública. Mas “300 agentes em 10 locais da cidade”, como anuncia Castro, é muito pouco. Vestindo azul, em vez de laranja, continuarão servindo mais ao marketing eleitoral de um ou outro candidato, agrupados em esquinas movimentadas para dar mais visibilidade à ação política.

Castro garante que o Segurança Presente em Niterói, que lança hoje, terá “tudo custeado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro”. Candidato à reeleição em 2022, Castro melhor faria por Niterói se ampliasse o policiamento a todo o município, e não somente a “10 locais da cidade”, como anunciou. E mais: deveria fazer voltar o serviço de catamarãs Charitas-Praça Quinze, garantindo a tarifa social, e cobrar da concessionária CCR Barcas eficiência no transporte hidroviário. De resto, findo o som da fanfarra da banda da PM e do discursório no palanque durante cerimônia no 12° BPM, tudo ficará mesmo como dantes, no quartel de Abrantes.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

One thought on “Segurança troca de cor em Niterói, mas policiamento continuará insuficiente

  1. vai ser uma briga boa do Claudio Castro para a Reeleição que prometeu muito mais para Niterói, com o ex Rodrigo Neves.. vamos ver como sera?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *