New here? Register. ×
×

Rodrigo quer manter velha política em Niterói, paga pelo contribuinte

Escrito por Gilson Monteiro às 14:32 do dia 27 de janeiro de 2020
Sobre: Eleições 2020
27jan

A política tem muitas nuances, mas em Niterói o grupo que está no poder faz parte de uma estrutura viciada que comanda a cidade nas últimas quatro décadas, com conchavos, acordos, barganhas de Secretarias, Fundações, Empresas, cargos e todo tipo de manipulação, mantidos pelo contribuinte, que paga um dos IPTUs mais caros do país.

Não é coisa para novata, como Giovanna Victer, que incentivada por Rodrigo Neves colocou o sapato de campanha e começou a comparecer a diversos lugares da cidade, na certeza de que seu trabalho à frente das Secretarias de Planejamento e de Fazenda, credenciava sua candidatura. Ela só não imaginava que competia com raposas corroídas e viciadas da velha política. Não sabia que o prefeito com a caneta cheia compra todo mundo, distribui benesses entre os apaniguados e manipula a escolha do nome que lhe convier melhor, no caso, a chapa Axel-Bagueira.

O lançamento dessa chapa abriu um flanco justamente com as mulheres. Ao barganhar a Secretaria de Saúde para conseguir o apoio de Chico D’Angelo, Rodrigo teve que sacrificar a secretária Maria Célia Vasconcellos, sua fiel escudeira, que não gostou de ser moeda de troca e quer continuar em posição de destaque na pasta que comanda hoje, para continuar como 1° vice-presidente do Conselho Municipal de Secretarias de Saúde do Estado do Rio de Janeiro.

Por isso, Rodrigo demora em nomear um novo nome para a Saúde.

Outra que saiu antes do prazo de desincompatibilização, e descontente com o prefeito, foi a ex-deputada Tânia Rodrigues. Ela queria mais espaço dentro do governo municipal.

O único que ainda não se manifestou sobre a chapa Grael-Bagueira foi o secretário Comte Bittencourt. Ele está numa posição delicada com o apoio de Rodrigo Neves a candidatura de Marta Rocha (PDT) à prefeitura do Rio, contra a candidatura de seu amigo Eduardo Paes, com quem foi candidato a vice-governador nas últimas eleições.

Com esse apoio a Marta Rocha, Rodrigo Neves arrumou outra encrenca, a nível nacional, com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e com o ex-deputado Sérgio Zveiter, líderes do DEM interessados no sucesso da candidatura de Eduardo Paes à Prefeitura do Rio.

Até outubro, muita pedra vai rolar, agitando cada vez mais as redes sociais na terra do cacique Arariboia, que a tudo assiste de braços cruzados em praça pública.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

6 thoughts on “Rodrigo quer manter velha política em Niterói, paga pelo contribuinte

  1. Um dos motivos que fez a Secretária de Acessibilidade pedir exoneração, foi que ela não estava sendo atendida pelo Governo para ampliação do Programa “Ponto a Ponto”. Entretanto, após a saída dela o Governo resolve ampliar o citado Programa. Porque será ?
    O programa Ponto-a-Ponto da Prefeitura de Niterói teve sua frota renovada. O serviço de transporte gratuito, destinado à locomoção de pessoas com deficiência físico-motora e múltipla e pessoas idosas com mais de 65 anos, agora conta com 10 vans adaptadas e duas doblôs. Com os novos veículos, será possível ampliar o número de beneficiários.

    “Para se inscrever, o usuário ou seu representante deve pegar um formulário na Coordenadoria de Acessibilidade e levar para ser preenchido no centro de reabilitação onde realiza o tratamento. Depois, entregar de volta na coordenadoria junto com os documentos (originais e cópias)como RG, CPF, comprovante de residência e foto 3×4 atual.” ( O Fluminense do dia 02/02/2020).

  2. Senhor Colunista,
    Em relação a minha pessoa sua análise é descabida e desprovida de fundamento. Não deixei o Governo em razão de querer mais ou menos espaço. Aprendi ao longo de minha vida, seja pública ou privada a construir aquilo que considero menos ou mais espaço. Não dependo e jamais dependerei de barganhas para alcançar objetivos e respeito. Quando necessitar de informação a meu respeito o senhor pode perguntar e terei o maior prazer em responder para evitar desgastes e especulações.

  3. Porque será que o Secretário de Governo Comte Bittencourt, que tem as indicações nos cargos do alto escalão da Clin e o exDeputado Sérgio Zveiter(DEM), que indicou seus companheiros na Neltur, não compareceram a este evento de lançamento da referida chapa ?????
    Muito estranho…
    Como diz o colunista: “Muita pedra vai rolar até outubro…”

Comments are closed.