New here? Register. ×
×

Rodrigo elege Grael prefeito de Niterói apoiado no programa Renda Básica

Escrito por Gilson Monteiro às 10:50 do dia 16 de novembro de 2020
Sobre: Eleições 2020
  • grael
16nov

graelMantendo a tradição de uso da máquina, Niterói elege e reelege prefeitos de um mesmo grupo político há 32 anos. Desta vez Axel Grael venceu no primeiro turno com 151.846 votos. Foi eleito com 62,56% dos votos válidos, ajudado pela pandemia do Covid-19.

Rodrigo Neves (no poder há oito anos) garantiu a eleição de seu sucessor com a distribuição de R$ 500,00, por mês, a 69 mil moradores de Niterói inscritos em programas de distribuição de renda. O benefício, segundo enfatizou durante a campanha, será estendido pela prefeitura até dezembro. Depois disso, Grael promete continuar pagando a mensalidade até o surgimento da vacina contra o coronavírus.

A distribuição de benefícios em ano de eleições foi justamente compreendida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para atender a necessidade premente de cidadãos terem suas necessidades básicas atendidas emergencialmente pela administração pública.

Não fosse a situação de emergência criada pelo isolamento social imposto durante o pico da pandemia, o coronavirus não teria sido um cabo eleitoral tão eficiente. Do total de 391.268 inscritos, 28% não foram às urnas (109.677). Dentre os votos válidos, votaram em branco ou anularam 11,13% (31.363). Restaram 250.228 votos nos candidatos concorrentes.

Além da influência que o programa Renda Básica deve ter tido sobre a totalização dos votos recebidos por Grael, somado a isso o futuro prefeito tem para nomear milhares de cargos nas administrações direta e indireta de Niterói. Herda do antecessor 65 órgãos com status de Secretaria, inchados de comissionados, grande parte deles recebendo sem trabalhar, porque não existe espaço físico para abrigar tanta gente. Segundo balanço de 2019 ainda em análise no Tribunal de Contas do Estado, a prefeitura gasta R$ 1,5 bilhão com pessoal e encargos. Conta menor é a dos gastos com serviços de manutenção da cidade, que somaram R$ 930 milhões. Já as despesas para a geração de novos bens para o patrimônio público (investimentos) foram de apenas R$ 230 milhões.

Secretarias e empresas como a Clin são distribuídas a partidos e vereadores, como acontece com as administrações regionais que consomem milhões sem ter estrutura para o mínimo atendimento. A prefeitura gasta R$ 6 milhões por ano para manter uma assessoria de imprensa com meia dúzia de gatos pingados e outros R$ 14 milhões anuais com uma agência de publicidade para fazer o marketing do prefeito.

O que a população espera de Axel Grael, de uma família consagrada de velejadores, é que acabe com essa farra do boi que consome a receita da cidade cujos contribuintes pagam um dos maiores IPTUs do país. Que o novo comandante do município, a partir de 2021 conduza Niterói a bons ventos, dando uma guinada nos rumos da administração para não correr risco de atolar no mar de lama da corrupção.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

One thought on “Rodrigo elege Grael prefeito de Niterói apoiado no programa Renda Básica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu