New here? Register. ×
×

Rio e Niterói fecham atividades não essenciais por 10 dias, a partir de sexta (26)

Escrito por Gilson Monteiro às 18:21 do dia 22 de março de 2021
Sobre: Decretos saem amanhã
22mar

Rio e Niterói decidiram fechar por dez dias (de 26/03 a 04/04) bares, restaurantes, lojas de comércio não essencial, academias de ginástica, salões de cabeleireiro, clubes, boates, danceterias, museus, galerias e bibliotecas. Os prefeitos Eduardo Paes e Axel Grael anunciaram as medidas através de seus secretários de saúde, Daniel Soranz e Rodrigo Oliveira, hoje à tarde (22/03), no Teatro Popular de Niterói.

Eduardo Paes justificou que são os prefeitos quem estão mais próximos das pessoas e sabem como devem enfrentar a pandemia. “Ninguém aqui é alarmista, ninguém deixa de se preocupar com a economia, com o emprego”, disse Paes, acrescentando que as medidas mais duras são necessárias para conter a evolução dos casos de Covid nas duas cidades.

O prefeito do Rio fez, ainda, críticas veladas ao governador em exercício do Estado do Rio, Claudio Castro, por ele pretender manter abertas atividades não essenciais. Eduardo Paes alertou a população carioca e niteroiense para não considerar as medidas restritivas como um feriadão de lazer. “Chamaria o período como de preservação da vida, não de feriado”, disse Paes.

Segundo secretários de saúde das duas cidades, as medidas restritivas estão sendo decretadas pelos dois municípios diante do aumento de casos, óbitos, atendimentos hospitalares e utilização de leitos da rede pública.

“Houve a iniciativa do governador de apresentar um decreto e nós vamos apresentar um conjunto de medidas que estarão nos dois decretos. Os decretos não são idênticos, mas trazem uma sinergia, uma combinação de ações que vão manter o equilíbrio e uma estratégia de combate a Covid. Estamos vivendo talvez o momento mais crítico desta pandemia. As coisas estão acontecendo muito rápido. Hoje nós já estamos em uma situação muito diferente da última quinta feira”, disse Grael.

O secretário de saúde de Niterói, Rodrigo Oliveira, disse que, em três dias, a cidade passou de 56% para acima dos 90% de ocupação de UTI em hospitais particulares. Na rede SUS, a ocupação era de 86% nesta segunda.

O secretário de saúde do Rio, Daniel Soranz, disse que o ideal é que as restrições fossem coordenadas pelo governo estadual, mas, na ausência de entendimento nesse sentido, os municípios decretaram as medidas.

Vão fechar de 26/3 a 04/04:

  • lojas de comércio não essencial;
  • shoppings;
  • bares, lanchonetes e restaurantes (só podem funcionar no esquema drive thru ou entrega);
  • boates;
  • danceterias;
  • museus;
  • galerias;
  • bibliotecas;
  • salões de cabeleireiro;
  • clubes;
  • quiosques;
  • parques de diversão
  • escolas
  • universidades
  • creches
  • cirurgias e procedimentos eletivos em unidades da rede pública
  • eventos esportivos (incluindo jogos de futebol)
  • permanência nas praias seguem proibidas (atividades físicas individuais permitidas)
  • estabelecimento de ensino de esportes, música, arte, cultura, cursos de idiomas, cursos livres, preparatórios e profissionalizantes (presenciais)
  • centro de treinamento e formação de condutores

Poderão funcionar:

  • bancas de jornal, sendo proibidas a venda de bebida alcoólica
  • supermercado;
  • farmácia;
  • atividades físicas individuais em parques e praias;
  • transporte;
  • comércio atacadista;
  • pet shop;
  • lojas de material de construção;
  • locação de carros;
  • serviços funerários;
  • bancos
  • serviços médicos
  • Mecânicas e loja de autopeça
  • Hotelaria, com serviço de alimentação restrito a hospedes
  • igrejas
  • postos de combustíveis
  • feiras livres
  • serviços de telecomunicações, teleatendimento e call center

Governador contra medidas

Os planos do Rio e Niterói de anunciar medidas mais restritivas para conter o avanço da Covid, não são compactuados pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Apesar de anunciar que o estado terá um “superferiado” de 10 dias a partir da próxima sexta-feira (26) e até o Domingo de Páscoa (4), o governado Cláudio Castro disse que os municípios não vão poder mandar fechar bares e restaurantes durante o período.

Regras planejadas pelo estado (ainda não publicadas)

ENSINO

  • Escolas públicas e particulares fechadas.

TRANSPORTES

  • Manutenção da oferta de transportes públicos das 5h à meia-noite, de segunda a sábado, e das 7h às 23h aos domingos, para evitar aglomerações;
  • Fiscalização do uso de máscara e álcool em gel nas estações;
  • Proibição de fretamento de ônibus intermunicipais e interestaduais, exceto de transporte de trabalhadores.

BARES E RESTAURANTES

  • Funcionamento com metade da capacidade;
  • Entrada de clientes até 21h;
  • Fechamento até 23h;
  • Proibido vender bebida alcoólica para clientes em pé;
  • Permitido servir em mesas de até quatro pessoas;
  • Drive-thru, delivery e take-away mantidos;
  • proibição de consumo de bebidas alcoólicas em lojas de conveniência e bancas de revistas.

COMÉRCIO

  • Shoppings e centros comerciais devem funcionar com 40% da capacidade, das 12h às 20h;
  • Lojas em geral podem abrir entre 8h e 17h;
  • O setor de serviços pode atender das 12h às 20h;
  • Feiras livres poderão funcionar a critério de cada município.

INDÚSTRIA

  • Segue as regras dos feriados.

LAZER

  • Praias permanecerão fechadas;
  • Clubes e parques também serão fechados;
  • Continua proibida a permanência em espaços públicos entre 23h e 5h;
  • Festas e eventos de qualquer natureza seguem proibidos.

HOTÉIS

  • abertos, com proibição das áreas de lazer (exceto academia). Bares e restaurantes dos hotéis seguem a regra geral do setor;

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

6 thoughts on “Rio e Niterói fecham atividades não essenciais por 10 dias, a partir de sexta (26)

  1. Certíssimos os prefeitos do Rio e Niterói! Quando ao Governador tem que ter alguém pra desenhar a situação e quem sabe ele entende???

  2. E vcs acham que dando esse feriadão, a população não vai para ruas? Por que fechar academias, salões de beleza e outros serviços que são essenciais mas que vcs não o assim consideram?? É um absurdo o que vcs estão fazendo com os trabalhadores, adotem o tratamento precoce que não teremos UTIs lotadas, mas isso não interessa a vcs, senhores prefeitos, todo mês os seus salarios,fora as regalias,são depositados em suas contas e o povo que se dane.

    1. Tem que haver a conscientização das pessoas. O momento é grave.
      Pessoas morrendo, hospitais do SUS caminhando para o ocaso.
      Governo federal sem atitude, insistindo em práticas erradas, em medicamentos sem eficácia, na falta de uma coordenação mais eficaz do MS.

    2. Senhora Carmen Lyra, você pode encaminhar um estudo científico que comprove que o tratamento precoce funcione? Obrigado.

Comments are closed.