New here? Register. ×
×

Recuperação da Lagoa de Piratininga é cobrada pelo MP a Niterói e ao Inea

Escrito por Gilson Monteiro às 11:43 do dia 5 de maio de 2022
Sobre: Dano ambiental
  • lagoa de piratininga
05maio
lagoa de piratininga
Lagoa de Piratininga sofre com despejo indevido de lixo

A recuperação da Lagoa de Piratininga está sendo cobrada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ). A prefeitura de Niterói e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) deverão adotar medidas de sustentabilidade e melhoria ambiental em prol dessa lagoa na Região Oceânica. O MP instaurou inquérito civil para apurar supostos danos ambientais decorrentes da obra do “Parque Orla Piratininga”, realizada pela prefeitura.

Segundo relatório do Grupo Temático Temporário para Garantia de Segurança Hídrica, do MP-RJ, a lagoa de Piratininga apresenta ocorrência frequente de baixos níveis de oxigênio na água, o que indica estar sofrendo despejo indevido de resíduos sólidos através de efluentes no entorno. Também foram verificados alagamentos na área de baixada e pontos de estrangulamento na foz dos rios, além da remoção expressiva de cobertura vegetal do local e a exposição de áreas antes sombreadas na região.

Diante do resultado do relatório do GTT Segurança Hídrica, o MP expediu notificação a órgãos e entidades do município de Niterói e ao Inea com a recomendação de preservação e recuperação da lagoa. O inquérito civil instaurado teve origem em um procedimento preparatório no âmbito da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Meio Ambiente do Núcleo Niterói, para apurar supostos danos ambientais decorrentes da obra do “Parque Orla Piratininga”.

Ao longo das investigações, o MP constatou que essa obra colocava em risco a extinção de espécies da fauna silvestre no ecossistema lagunar de Niterói. Verificou, ainda, a existência de outros possíveis danos e impactos negativos aos bens ambientais e ecossistemas da lagoa.

De acordo com o documento do GTT-SH/MPRJ, lastreado em Informação Técnica do GATE/MPRJ, “o sistema lagunar Itaipu-Piratininga passou por uma série de transformações até ter a sua configuração atual, entre as quais, de 2004 a 2008, pela construção do Túnel do Tibau, de comprimento aproximado de 980m, escavado no costão rochoso da Lagoa de Piratininga, com a finalidade de permitir a entrada de água do mar da Prainha de Piratininga.

Foi previsto um sistema de comportas que impediria o retorno da água pelo canal do Tibau, ao forçar sua saída pelo canal de Camboatá, mas atualmente o túnel encontra-se inoperante, em razão de desmoronamento de rochas no seu interior, o que interfere no sistema lagunar – em especial, no tempo de renovação das águas das lagunas”.

Em fevereiro, os promotores de Justiça visitaram, entre outros locais, o Canal do Camboatá na vertente da Lagoa de Piratininga, a saída do Túnel do Tibau, a Estação de Tratamento de Esgoto de Camboinhas e a Estação Elevatória de Esgoto situada na Praça do Descobrimento.  

O GTT de Segurança Hídrica requisita que Niterói, Inea e a companhia Águas de Niterói prestem esclarecimentos sobre as medidas adotadas na Lagoa de Piratininga, notadamente daquelas que garantam a legalidade do licenciamento ambiental das intervenções em suas fases prévias, de instalação e operação; além da apresentação de documentos como a Licença Ambiental de Operação (LO), Manual de Operação com a estimativa de produção de lodo e Manifesto de Resíduos da ETE Camboinhas; Diagnóstico das Estações Elevatórias de Esgoto informando as condições de funcionamento, a frequência de paralisações, suas causas, ocorrência de extravasamentos, bem como o tempo máximo de resposta para manutenção emergencial; Diagnóstico com identificação das residências com ligações irregulares de esgoto na bacia hidrográfica da Lagoa de Piratininga e Indicação das medidas que estão sendo adotadas para a recuperação do túnel do Tibau ou alternativas para ampliação da renovação de água da lagoa.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

One thought on “Recuperação da Lagoa de Piratininga é cobrada pelo MP a Niterói e ao Inea

  1. Todos os benificios do aumento do gabarito trarão
    uma verba incrivel para Prefeitura mesmo que seja só
    na praia de Piratiniga essa arrecadação dará condições pra limpar toda lagoa por no minimo 20 anos . Seria um exemplo pro mundo inteiro .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *