New here? Register. ×
×

Niterói desativa hospital público e amplia contrato para gestão de hospital alugado

Escrito por Gilson Monteiro às 16:43 do dia 17 de novembro de 2021
Sobre: Orêncio de Freitas
  • Orêncio de Freitas
17nov

Orêncio de FreitasO Hospital Orêncio de Freitas (HOF), no Barreto, será desativado pela prefeitura de Niterói, segundo informação dada ontem à tarde (16/11) à diretora geral Celia Maria Gouveia de Freitas. Em vez de cuidar do velho hospital construído em 1937 no Morro dos Marítimos, o município preferiu renovar o milionário contrato de aluguel do Hospital Oceânico, em Piratininga, e nele passar a realizar as cirurgias hoje a cargo do HOF.

O Oceânico, recentemente batizado com o nome do médico Gilson Cantarino, ocupa um imóvel particular que foi arrendado pela prefeitura por R$ 4,8 milhões. O contrato era de um ano para atender às vítimas da Covid-19. A gestão hospitalar foi entregue à organização social (OS) Viva Rio. Os R$ 58,6 milhões inicialmente previstos para pagar à OS pela gestão do hospital de Piratininga chegaram a R$ 84,3 milhões no ano passado. Em 2021, essa despesa está prevista em mais de R$ 100 milhões, fora o aluguel do imóvel. Já o Orêncio de Freitas, que faz em média 250 cirurgias a cada trinta dias, recebeu nos últimos três meses da Secretaria de Saúde apenas a verba mensal de R$ 19 mil reais para compra de medicamentos, material médico e manutenção predial.

Médicos e funcionários do Orêncio de Freitas foram surpreendidos pela notícia de que o hospital de referência em cirurgias geral e gástricas poderá ser transformado em uma unidade intermediária de média complexidade. Nesta quarta-feira (17/11) reuniram-se no hospital dos Marítimos a direção, o corpo clínico e o presidente da Associação dos Servidores da Saúde, Cesar Roberto Braga Macedo. Ele afirmou que a medida que está sendo pretendida pela prefeitura, “afronta a história médica da cidade e os funcionários que têm se esforçado para manter aquele hospital em alta qualidade”.

Macedo lembrou, ainda, que a partir da década de 70, o Orêncio de Freitas “se constituiu num elemento de formação médica para toda a região Leste Fluminense, formando uma gama de cirurgiões hoje espalhados pelo Brasil e o exterior, graças à dedicação dos doutores Guilherme Eurico e Lutegarde Vieira de Freitas”. Atualmente, o hospital têm dezoito médicos residentes, que estão preocupados com a conclusão de sua formação profissional após a desativação do Orêncio de Freitas.

Hospital dos Marítimos e da população carente

Em 1990, o Orêncio de Freitas foi cedido pelo governo federal à Fundação Municipal de Saúde de Niterói. Desde então, enfrenta crises econômicas que quase resultaram em seu fechamento. Transformado em hospital geral, sua emergência funciona em tempo integral. É dirigido pela médica Célia Maria Gouvêa. Em 2019, apesar de suas carências, o hospital foi bem avaliado por 90% dos pacientes atendidos. Referência em cirurgias e no tratamento das doenças do aparelho digestivo, o Orêncio de Freitas atende usuários de Niterói, São Gonçalo, Maricá, Itaboraí, Tanguá, Rio Bonito e Silva Jardim, e outras cidades próximas.

O nome do hospital do Barreto é uma homenagem não a um médico, mas a um operário de poucas letras que batalhou pela construção de uma casa de saúde para a população pobre. Orêncio de Freitas contou com o apoio dos médicos Salomão Cruz e Alcides Pereira, que atendiam moradores carentes do Barreto. Orêncio fundou a Sociedade Mútua dos Operários da Manufatura Fluminense. Para a obra do hospital, primeiro recebeu a doação do terreno no alto do Morro dos Marítimos, feita pela Fábrica de Tecidos Manufatura Fluminense, onde havia trabalhado.

A construção começou em 1937, depois de a prefeitura de Niterói doar parte dos materiais e a mão de obra. Amaral Peixoto, interventor federal no antigo Estado do Rio, destinou verba estadual de 180 contos de réis por ano. Em maio de 1940, Amaral inaugurou o hospital. O operário Orêncio de Freitas, acometido pela tuberculose, não participou da festa. Mas depois da inauguração pôde ali se internar, morrendo em agosto de 194o, aos 49 anos de idade. Em homenagem à sua luta pela obra, o hospital recebeu o nome do trabalhador.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

31 thoughts on “Niterói desativa hospital público e amplia contrato para gestão de hospital alugado

  1. Em 2014,meu pai ficou internado nesse hospital,fez cirurgia do intestino,assim como minha irmã,uns 2 anos antes.Todos dois foram atendidos com muita atenção e carinho.Ali tds os funcionários, dos serviços da limpeza aos médicos, com muita educação e atenção.
    E eu sempre dizia: um hospital dessa categoria,não pode acabar nunca! Agora fico sabendo disso.E com muita tristeza que fico sabendo disso.Senhor prefeito,se o senhor tem Deus,em sua vida é em nome dele que eu vos peço não acabe com o hospital,que ajuda aos mais desvalidos,não durma com esse feito na sua consciência.
    Precisamos desse hospital.

    1. Parabéns por esse pedido sincero desse jovem pois gostaria de saber por que os prefeitos que não fazem nada em favor da população do asumi pra fazer a destruição de patrimônio nessa magnitude acho uma falta de consciência e respeito ao povo brasileiro que precisam na hora da assistência médica e tão simplesmente eles aparecem pra destruir o que eles nada colocaram uma verba nem na compra de terreno pois foi doado e eles querem destruir pela ganância que fala mais alto e foram tão sujo que foi feito tudo na surdina é ridículo esse absurdo é revoltante e realmente não precisamos votar em ninguém nesse brasil de corrucorruptos pra fazer parte de nada pois eles nunca nos representou em nada só sabem pensar na grana a ganância fala mais alto e sob a mente deles mesmo sabendo que vai está retirando o direito dos paciente ter um excelente atendimento pois só o que fica só os lixo pois tudo que é bom pro povo eles retiram por que pensam na ganância mesmo sabendo que iram morrer e nada irá levar não si esqueçam do vírus da covid está aí pra matar ricos e pobre então esqueçam a ganância

  2. COVARDIA !
    Exatamente isso é que pretendem fazer à população do bairro, do entorno e de outras cidades ! O Orêncio de Freitas é PÚBLICO e salva muitas vidas !
    POR QUE TUDO PARA A REGIÃO OCEÂNICA?
    QUÊ POLITICAGEM É ESSA ? ? ?

  3. Esses nossos políticos não tem limites… Eles não pensam na população, nos mais carentes… Nas dores daqueles que confiaram neles com seu voto. É impressionante a falta de sensibilidade, e porque não dizer, a maldade dessa gente!!!

  4. Senhor prefeito vc e sua família tem plano de saúde, nós a população carente precisamos desta porta aberta, pos foram o povo que colocou o Senhor na prefeitura para lutar pelo direito do povo, e essa é resposta que o povo está tendo. Meu esposo está fazendo tratamento no HOF e está sendo muito bem atendido por todos, e esperamos que consigo dar procedimento ao tratamento, pesso a Deus que ilumine os seus pensamentos e a sua decisão a favor da comunidade carente.

  5. ESSE SUB-SUB-SUB PREFEITO DE NITERÓI TEM SÉRIOS E GRAVES PROBLEMAS MENTAIS,BASTA OLHAR PARA ELE,NEM PRECISA VER SEUS ABSURDSOS ADMINISTRATIVOS…AGORA MAIS UM.! FALTA POUCO PARA RESPONDERMOS NAS URNAS.

    1. Pessoal por que não viu esse grave problema mental nesse cara antes de vcs votar em nele pois agora vcs estão passando por esse problema de ficar sem esse hospital com excelente atendimento de qualidade tudo pela ganância acho que toda população brasileira deveria e nunca mais votar em ninguém pra assumir nada nesse brasil cada vez que tem eleição e só promessas de mentiras e depôs pagamos caro pela nossa ignorância e acreditar que esse mau caráter vai fazer tudo que prometem para o povo então não acreditem mais em ninguém tenham sabedoria analise tudo hoje e tudo que passaram de ruim com reajuste de preços abusivo e sem assistência médica e sem emprego e sem segurança pra lá nas próximas eleição vcs ter a mente aberta e os ouvido e memória Boa pra Guarda e lembra de tudo e de todos que só mentiram e nada de bom fizeram para o povo e não votem mais em nenhum deles e isso que eu agora estou analisando nem em papai Noel eu acredito pois acho pedofilia em querem criança sentada no seu colo

  6. É realmente lamentável o que esse prefeito pretende fazer. Moro em São Gonçalo , já fiz 2 cirurgias nesse hospital, períneo e visícula sendo que a última eu corria risco de morte.pois a pedra maior de 7 mm fora as outras a visícula estava infeccionada fiquei no antibiótico e soro por dias. O Dr Sérgio Reis e sua equipe me operaram com sucesso. No dia seguinte recebi alta. Fiz um agradecimento a todos desde os faxineiros aos médicos. Tudo muito limpo meus acompanhantes bem cuidados tudo o que pediam prontamente eram atendidos. Na época eu tinha 60 ou 61 anos hoje estou com 65 anos e venho a tomar conhecimento de que o prefeito quer fechar esse Hospital que abaixo de Deus salvou minha vida ?
    Senhor prefeito em o Nome de Jesus Cristo deixe esse Hospital funcionar. Piratininga é Região Oceânica a maioria de seus moradores tem Plano de Saúde nós da Classe Média Baixa não temos esse privilégio. Pense antes de destruir esse HOSPITAL ORÊNCIO DE FREITAS

    1. Infelizmente, mais um dos terríveis absurdos desses políticos irresponsáveis. Sua criado no Barreto e o Hospital dos Marítimos como nos chamamos ainda sempre foi e ainda é referência não só para Niteroi, assim como para outros municípios.# resiste ao absurdo dos políticos, Orencio de Freitas

      1. Um verdadeiro absurdo fechar este hospital!Niterói tem poucos hospitais para atender quem não tem plano de saúde!!!Parece que o prefeito quer diminuir suas despesas fechando o hospital!!!Afinal esse prefeito governa para a classe alta!!!

  7. Esperando Ministério Público se manifestar ou pelo menos investigar esta sugeira! Ano que vem é ano de eleição eles precisam arrecadar bastante para sustentar suas campanhas. Acorda Brasil.

    1. Por ser um hospital de referência, não poderia ser fechado. Minha irmã atuou como Nutricionista neste Hospital Orencio de Freitas e ainda hoje, está atuando junto a está unidade. Conheço inúmeras pessoas, que fizeram cirurgias, foram muito bem atendidas e cuidadas com humanidade, carinho e zelo.

  8. Vergonha! Porque não cuidam tb deste hospital ao invés de alugar? Não sabem administrar mais um hospital ainda mais numa região que precisa e próximo a uma rodovia perigosa? E o gabarito em cirurgias não pesa para mantê-lo ativo?
    Outra coisa: o hospital Oceánico não tinha o nome de um dos mais conceituados médicos cirurgião Dr Mario Monteiro? Porque trocou o nome?
    É! Nada me espanta em qualquer lugar

  9. Isso é uma vergonha a prefeitura vai investir milhões em prédio q nem deles são em vez de investir em um hospital referência a anos cavada de ladrão esses prefeitos de Niterói 😡

  10. Há décadas os Governos vêm sendo pressionados pelo Capital Estrangeiro, que têm comprando hospitais em dificuldades financeiras, hospitais particulares e filantrópicos que atendiam. Algumas das logomarcas hoje têm grupos de investidores estrangeiros compondo seu capital. A continuar esse processo a tendência é que as bancadas da Câmara Federal composta por Médicos, acabem fazendo um Lobby massivo, o que já vêm fazendo do de forma discreta, para o desmonte do SUS, como vemos agora. O que vemos é destruição das academias de formação médica multidisciplinar, perdendo qualidade, por onde transitava pacificamente a Ciência, hoje sob o pretexto da eficiência administrativa, desfilam os agentes de negócios, transferindo bilhões dos recursos da saúde para a iniciativa privada. A modernização da máquina do Estado é necessária, porém o discurso de sua ineficiência, é exalada nas três Câmaras, em um hálito demoníaco, que entorpece à todos, fazendo-os crer que os agentes públicos de carreira são um entrave à eficiência do Estado. O que torna o Estado ineficiente são os Cargos Comissionados ocupados por indicados políticos sem experiência e sem qualificação, por vezes, e que são ali plantados como um vírus corrupto para dar fim à seus propósitos escusos. Vide esse triste momento de nossa história, que se não fosse por um funcionário de carreira toda essa sujeira seria rolada pra debaixo dos tapete dos Órgãos de Fiscalização. O descompromisso dos políticos para com seus juramentos de posse, revela o caráter daqueles que prometeram defender os interesses do povo, dando à eles voz nos parlamentos.

  11. Tudo que a prefeitura se mete é para destruir. Visa somente lucros. Em vez de investir no Orencio de Freitas para ficar cada vez melhor, a prefeitura prefere investir em hospital particular pagando fortunas as tais OS. Precisamos fazer uma relação de tudo que os prefeitos vem destruindo em Niterói para lembrar à população na época as eleições.

    1. Senhor Grael vc é uma Vergonha. Vc e Rodrigo Neves. Deveriam colocar isso nos Jornais estrangeiros o nome dele e dizer que ele está acabando com a saúde publica da cidade que chamam de sorriso, onde a população não tem dentista em seus postos ineficientes. ” cidade sorriso”…. Só se for de deboche

  12. A ganância destes governantes, não têm limites. Hospital que já foi referência nacional, com professores da UFF realizando cirurgias gástrica de alta complexidade, e tinha um corpo clínico de excelência. Acabaram com o INAMPS, alegando que era atendimento para a elite. E agora? Para justificar a mamata acabaram com o HOSPITAL ORENCIO de FREITAS. Vergonhoso.

  13. É um absurdo, um hospital de referência, em cirurgia digestiva tem um ambulatório muito bom, a prefeitura quer ganhar dinheiro, isso não pode acontecer.

  14. E lamentável, o que estes governantes vão fazer com o Orencio de Freitas, como tudo que é bom neste país, eles destroem eu fui técnica de Enfermagem por 20 anos ,era um hospital de ponta ,lembro que teve um ano que ficamos em 6 lugar ,como um dos melhores ,tempo este que não existia governadores nem prefeitos ,corruptos ,e com muita tristeza que vejo isso pois os melhores médicos estão lá, sempre deram o melhor tanto medicos como enfermagem , pq não investem no hospital ,pq não estão nem aí Pará a população carente só visam o enriquecimento ilícito.

    1. Lamentável a destruição do patrimônio público e a privatização da saúde com OS contratadas para gestão, quando temos os melhores gestores dentro do serviço publico, comprometido com a saúde do paciente e não com lucros sobre o paciente. É preciso uma investigação séria a respeito. O Orencio de Freitas é um marco na História da Medicina , e não pode ser dissolvido por interesses outros que envergonha Niterói.

  15. E com muita tristeza que leio esse absurdo o Orencio é uma referência para todos nós. Isso é uma vergonha tirar dos mais carentes um hospital de referência em cirurgia gástrica 😥😥😥

    1. TUDO ISSO É MUITO TRÁGICO, ESSES MALDITOS POLÍTICOS SÃO CAPAZES DE QUALQUER ATROCIDADES PARA O BEM DELES. ME SINTO ENJOADO COM TANTAS SUJEIRAS COM O POVO CARENTE DE NITERÓI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *