New here? Register. ×
×

Mais um posto de gasolina dá lugar a uma drogaria na Zona Sul de Niterói

Escrito por Gilson Monteiro às 14:55 do dia 23 de junho de 2021
Sobre: Remédios x combustíveis
  • posto de gasolina
23jun

posto de gasolinaÉ o quarto posto de gasolina que vai virar drogaria na Zona Sul de Niterói, e o segundo na Avenida Roberto Silveira. Vai se instalar na esquina com Domingues de Sá, em um amplo terreno de esquina, ao lado do Campo de São Bento. O primeiro a virar farmácia foi na esquina com Miguel de Frias.

Na Rua Gavião Peixoto, esquina com Miguel de Frias, em Icaraí; e na Rua Paulo Alves com Tiradentes, no Ingá, ficavam os outros dois postos de combustíveis que cederam lugar a drogarias drive thru.

Segundo um empresário do ramo, com a pandemia e o trabalho home office diminuiu a circulação de carros nas ruas. Além disso, o constante reajuste do preço do combustível reduziu bastante o movimento dos postos. Com isso, empresários resolveram alugar seus terrenos bem localizados em esquinas movimentadas para outros abrirem drogarias.

No final, quem fica fazendo conta é o consumidor, para ver o que sobe mais, se o preço dos combustíveis ou o dos medicamentos. O carro pode ficar na garagem, mas o corpo não pode se privar dos remédios para manter seu motor saudável.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

12 thoughts on “Mais um posto de gasolina dá lugar a uma drogaria na Zona Sul de Niterói

  1. Gente…Drogaria hoje virou mini mercado! Vende de tudo, medicamentos + alimentos + recarga de celular + bebidas + sandálias… Só falta vender salgados fritos e prato feito.

  2. Também na bifurcação da Miguel de Frias com Roberto Silveira , era um posto de gasolina que virou drogaria. E onde era o tradicionalíssimo restaurante Gruta de Capri , também vai ser metade farmácia e metade hortifruti.

  3. As drogarias estao ocupando grandes espaços com estacionamento aguardando a rdc da anvisa liberando o comercio de conveniencia nas drogarias, como ja é nos EUA. Até o fim do ano essa rdc deve sair.

  4. Gavião Peixoto e Moreira César estão bem acima da média das demais. Ou temos um povo doente demais ou é uma boa forma de lavar dinheiro.

  5. FACIL DE RESPONDER
    VOCE VAI NA FARMACIA PEDE O PRECO DE UM DETERMINADO REMEDIO
    BALCONISTA DIZ LOGO TEM PLANO DE,SAUDE E CADASTRADO E AI VEM O PRECO DANDO UM EXEMPLO. 120.00. COM DESCONTO CAI PARA 70.00 E AI TE PERGUNTO SE ELE VENDE POR
    SETENTA O LUCRO DA FARMACIA NAO E MENOR QUE 40 POR CENTO ISSO APÓS TE DADO 50 POR CENTO DE DESCONTO
    POR ISSO ABREM UMA PERTO DA OUTRA
    DA MAIS LUCRO QUE
    VENDER GASOLINA. PAO

  6. Será que ninguém percebeu ainda a quantidade absurda de farmácias que estão sendo abertas na cidade?
    Se as pessoas não estão tendo dinheiro para acompanhar a alta dos combustíveis, como elas estão conseguindo acompanhar a alta dos remédios e se diversificarem presencialmente em todas as novas lojas? Como essas farmácias estão sobrevivendo com uma concorrência cada dia maior?
    Só na Gavião Peixoto, apenas nessa rua, já temos mais de uma dezena de farmácias (aceito correção caso esteja errado, mas, em primeira visão mental é a esse número que chego). Na rua Paulo Gustavo a mesma coisa, praticamente uma ao lado da outra e trabalhando todas com o mesmo preço nos produtos. Como eles conseguem sobreviver e ainda conseguirem abrir novas unidades com toda essa velocidade? Na Alameda São Boaventura nem se fala! Nessa via temos quase 3 vezes mais farmácias que mercados e padarias juntos. Entre a São Januário e o Hosp. Azevedo Lima temos mais de uma quantidade enorme, uma cada esquina, praticamente, e várias uma ao lado da outra.
    Não cabe isso investigação jornalística?

    1. Acho que tudo tem um limite, mas farmácias têm uma margem de lucro enorme por isso a grande quantidade delas. Mas há que se considerar que só grandes redes estão sobrevivendo por aqui. Outra coisa importante é que esses pontos que eram postos de gasolina, além de grandes, funcionam como propaganda da rede. Aquela Venâncio da Miguel de Frias funciona como um outdoor num dos pontos mais visíveis da cidade. Por fim, as farmácias brasileiras estão cada dia mais parecidas com aquelas gigantes americanas, tipo CVS ou Walgreens. Ganham com muitos outros produtos além de remédios.

      1. Ótima oportunidade para a Prefeitura de Niterói adotar as farmácias como postos de vacinação,; basta designar funcionários qualificados para o plantão diário.

Comments are closed.