New here? Register. ×
×

Clubes entram na guerra contra o vírus que já matou 691 pessoas em Niterói

Escrito por Gilson Monteiro às 13:29 do dia 18 de janeiro de 2021
Sobre: Covid-19
  • Clube Central
18jan

Clube CentralClubes de Icaraí – bairro que concentra o maior número de infectados pelo Covid-19 – resolveram aderir ao “esforço de guerra” para a vacinação em Niterói. A oferta de seus espaços está sendo feita à Secretaria Municipal de Saúde. Das 54 unidades públicas de saúde e sete hospitais municipais onde será aplicada a vacina na maior parte da população, nenhum deles está situado em Icaraí.

Bairro mais populoso de Niterói e com a maior concentração de idosos, Icaraí tem como unidades de saúde municipais mais próximas o Médico de Família no Morro da Cutia (Vital Brazil), Morro do Palácio (Ingá) ou em Santa Rosa. Não conta com nenhuma policlínica regional. As mais perto ficam no Vital Brazil e no Centro. O bairro não tem nenhuma das chamadas UBS (unidade básica de saúde).

O Central, clube mais bem localizado em Icaraí, cuja maioria de sócios é da terceira idade, já ofereceu espaço para ponto de vacinação. O presidente José Roberto Lima enviou ofício ao prefeito Axel Grael, colocando as dependências do clube à disposição.

O mesmo acontece com o Rio Cricket, que este ano completa 149 anos. O presidente Marcos Flavio Cortes já reservou espaço em área aberta para a vacinação, que poderá também ser feita em drive thru em seu estacionameno. Só falta a prefeitura aceitar a oferta.

Outros dois clubes que estão com parte de suas atividades paradas, o Regatas Icaraí e o Pioneiros, também poderiam servir de suporte à campanha de imunização. Falta a prefeitura tomar a iniciativa e convocá-los para a campanha, o que facilitará o acesso a muita gente na hora vacinação.

A prefeitura divulgou que terá mais de 100 pontos de vacinação na primeira fase que começa hoje à tarde, no Hospital Oceânico. Este número é a soma aproximada dos locais de trabalho de profissionais de saúde e de instituições que abrigam idosos na cidade.

Depois dessa primeira fase, os locais de vacinação serão em um esquema de drive thru no Caminho Niemeyer e nas 54 unidades municipais de Saúde. Como não se falou ainda em agendamento da vacinação, é provável a ocorrência de aglomerações nos postos disponíveis para aplicar as doses nas demais fases da campanha.

Segundo a secretaria municipal, até sexta-feira (16/1), Icaraí concentrava 4.034 casos de Covid-19, desde o início da pandemia. Este número é o maior registrado em Niterói; seguido pelo Fonseca (2.529); Santa Rosa (1.975); Barreto (1.813); Centro (1.398); Itaipu (1.230); e Piratininga (1.119).

Para a primeira fase, que começou hoje, a Secretaria de Saúde de Saúde de Niterói recebeu 23.240 doses. Considerando que devam ser aplicadas doses de reforço, a carga garantirá a imunização apenas de 11.620 pessoas. Não vai dar para vacinar os 20 mil desses grupos da primeira etapa (profissionais de saúde e idosos em asilos).

Este grupo prioritário vai receber as doses da Coronavac (fabricada pelo Butantã e única disponível no momento, no país) em seus locais de trabalho ou nas instituições em que estão internados os idosos.

A oferta dos clubes deve ser considerada pela prefeitura de Niterói para garantir maior capilaridade à campanha de imunização. Seringas e agulhas o município tem. Falta apenas o principal: a vacina em quantidade suficiente para imunizar os niteroienses.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

One thought on “Clubes entram na guerra contra o vírus que já matou 691 pessoas em Niterói

  1. O Clube dos Pioneiros, já entrou em contato com a PoMN deixando sua area á disposição do Municipio.

Comments are closed.