New here? Register. ×
×

Catamarãs a R$ 21 vão afastar ainda mais passageiros da linha Charitas-Praça XV

Escrito por Gilson Monteiro às 17:59 do dia 3 de janeiro de 2022
Sobre: Fazendo água
  • estação catamarã em Charitas
03jan
estação catamarã em Charitas
Tarifa dos catamarãs deve reduzir ainda mais o número de passageiros

Com o aumento de 10,74% na tarifa dos catamarãs, a vigorar a partir de 1° de fevereiro, segundo autorizou hoje (03/01) a Agência Estadual de Transportes (Agetransp), a linha Charitas-Praça XV deverá ficar ainda mais esvaziada. As passagens passarão de R$ 19,00 para R$ 21,00. Nas barcas Rio-Niterói as tarifas aumentarão de R$ 6,90 para R$ 7,70.

A tarifa seletiva dos catamarãs interfere ainda mais na finalidade do corredor expresso TransOceânica, que custou mais de R$ 440 milhões a serem pagos por Niterói nas próximas décadas. O túnel Charitas-Cafubá deixa assim também de contribuir para a mobilidade urbana. A falta de um transporte hidroviário a preços acessíveis aumenta o número de carros da Região Oceânica em direção à Ponte Rio-Niterói.

Novas tarifas das barcas

O Conselho Diretor da Agetransp comunicou nesta segunda-feira (03/01) ter autorizado a CCR Barcas um aumento no valor das tarifas sociais das barcas, entre elas a do trajeto Praça XV-Praça Arariboia e Praça XV-Charitas.

Segundo a agência, o novo valor é referente à variação do IPCA, índice que calcula a inflação, entre fevereiro de 2020 e fevereiro de 2021 (projetado). Dessa forma, a empresa poderá cobrar 11,67% a mais no valor das tarifas sociais.

No trajeto Praça XV-Praça Arariboia, os passageiros vão ter que pagar R$ 7,70 pelo serviço, que antes custava R$ 6,90. Já o reajuste para a linha Praça XV-Charitas, referente à variação do IPCA entre novembro de 2020 e novembro de 2021, será de 10,74%, passando a tarifa de R$ 19 para R$ 21.

As linhas turísticas da Divisão Sul (Ilha Grande, Mangaratiba e Angra dos Reis) terão a tarifa reajustada de R$ 18,40 para R$ 20,50. Para o reajuste da Divisão Sul foi aplicado o índice de 11,667%, referente à variação do IPCA entre fevereiro de 2020 e fevereiro de 2021 (projetado). Segundo a Agetransp, os usuários precisam ser informados sobre os reajustes pelas concessionárias com pelo menos 30 dias de antecedência. As medidas entram em vigor com a publicação no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *