New here? Register. ×
×

Canto melodioso dos canários alegra a vida do canaricultor na longa quarentena

Escrito por Gilson Monteiro às 11:33 do dia 11 de agosto de 2020
Sobre: Orquestra plumada
  • canários - Ademir Eugenio Lopes
11ago

canários - Ademir Eugenio LopesHá 66 anos ele acorda com o gorjeio dos pássaros em sua casa de São Francisco. Ademir Eugênio Lopes, no aniversário de 11 anos, pediu a mãe de presente um casal de canários roller. Aí começou uma bonita história de vida e de profissionalismo dedicada à criação de uma ave doméstica, que surgiu nas montanhas Upper Harttz, na Alemanha.

Ademir pediu a um vizinho carpinteiro que fizesse uma gaiola apropriada para criação, aproveitando a madeira de um caixote. Com 12 anos, ainda de calça curta, em 1954 foi com a mãe assistir a uma exposição da Canaricultores Roller Associados Carioca, na Rua do Acre, no Rio. Compraram um casal de canários, anéis de identificação, e ele entrou para sócio da entidade de criadores. De lá para cá já criou 1.300 pássaros por ano em seus gaiolões.

– No confinamento, tenho o privilégio de viver na companhia dos meus canários. Eles me alegram com seu canto melodioso formando uma permanente orquestra ao vivo e em cores – diz Ademir.

No início de sua carreira, essa raça tinha 12 cores diferentes. Hoje já são mais de 400, pelos cruzamentos genéticos surgidos ao longo do tempo, destacando-se os com vários tons avermelhados.

Um vitorioso, Ademir conquistou 25 campeonatos de canariculturas, dentre eles, o Regional, Estadual e o da América Latina.

O doutor dos canários foi colunista de Última Hora, edita a Revista Pássaros, e publicou os livros “Os pássaros e suas doenças”; “Conheça o seu canário”;  “A criação de canários e seus cuidados”, além do Tratado da Canaricultura, com sete volumes.

Figuras admiráveis como Ademir Eugênio, que fazem parte do cotidiano de uma cidade, com seu trabalho dedicado, prazeroso e diferenciado, acaba levando com seus pássaros a alegria a tantas casas.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

26 thoughts on “Canto melodioso dos canários alegra a vida do canaricultor na longa quarentena

  1. Sera que os mesmos que criticam uma raça que esta sendo criada para ser preservada vao ao supermercado comprar bovino, suinos e aves abatidas para alimento???
    Criar e cuidar das aves requer muito amor dedicacao. Parabens aos criadores!

  2. As pessoas que criticam criadores regularizados, não têm conhecimento do trabalho de preservação feito por eles. Muitas espécies são preservadas e introduzidas novamente na natureza por meio dessas pessoas, que dedicam grande parte do seu tempo, não só ao seu hobby, mas também a vontade de ver coisas melhores no dia a dia do mundo em que vivemos. Pássaros silvestres sim, esses têm que viver em liberdade e jamais serem colocados em cativeiro. Conheço o Ademir e aplaudo sua dedicação, e ao Gilson que também conheço de muito tempo, da Ponta D’Areia e do saudoso Fluminense de Natação e Regata.

  3. Tenho um criatório em Recife, (criatoriocbd) e faço dessa paixão meu hobby… Criar pássaros de forma regular é satisfatório e ajuda ao meio ambiente… Adquira pássaros registrados e de criadores responsáveis!!!

  4. Que horror. Eu chamo de exploração de aves. Animais que jamais vão poder voar livre. Canto que alegra? Como assim? Isso é sofrimento. E pessoas cruéis fazem reportagens como essa ainda incentivando esse tipo de exploração e comércio. Essas pobres aves enchem os bolsos de dinheiros destes malditos. Tudo isso é por dinheiro apenas.

    1. Espero q não more em um espaço maior q 10 mtrs quadrados…. Pra não tirar espaço q poderia ser usado pra aves procriar…
      Tenha arvores em casa…
      Nao consuma nada de plástico…
      Nem coma frango q tbm eh ave….
      Nem grãos q pra serem produzidos tiram espaço natural das mesmas fora as q morrem pelo contato com defensores… Alias…. Ande somente a pé… Pq a cana q faz o álcool tbm desmata…mas se seu calçado foi levado ate vc por um automóvel tbm n vale. . do contrário larga de ser hipócrita e faz algo de útil de verdade!

  5. Meu pai, Álvaro de Souza Santana foi fundador do clube de canários de cor da Bahia..eu o ajudava ,na minha infância,a cuidar dos seus pássaros.Ele os amava até mais que a nós ,seus filhos.Criava-os com o maior cuidado do mundo.Foi sua paixão de vida.Qdo deixou de fazê-lo, perdeu a alegria de viver e foi decaindo até falecer em dezembro …Deve ter virado passarinho…

    1. Prof. Ademir Eugénio Lopes, tenho todos os seus livros publicados sou de São Luis-Má, gostaria do seu contato pois pretendo reiniciar a criação de canários .Foi um prazer conhece-lo pela foto um jovem senhor meu celular (98) 999021827 por favor se possível entre no meu watsap . Meus nome Emmanuel . Confesso que fiquei surpreso ao ver sua foto tenho todos os seus livros. Obrigado Abraços gostaria do seu contato

  6. Porque as pessoas não conseguem entender que as aves são domésticas?
    Voce vê um cachorro na rua, abandono e fica feliz?
    Um gato solto atropelado é legal?
    Claro que não!
    Porque não entendem que não pode soltar essas aves?
    Elas morrem em menos de um dia…
    Só porque elas tem asas?
    Que falta de conhecimento… um povo sem conhecimento e sem cultura é um povo que não sabe o que diz!
    Calar é o melhor caminho para quem não quer se informar!
    Se essa ave fosse sem asas… andando na calçada,com possibilidade de ser atropelado ou comido por um gato, será que iriam falar essas bobagens… tem que deixar livre!…elas não nasceram livres e não sabem viver em liberdade, assim como seus cachorros e gatos, todos querem resgatar das ruas cachorros e gatos mas querem soltar as aves domésticas para morrer????
    Hipócritas!

  7. Parabéns ao Gilson, não o conheço mas o respeito por criar com tanto carinho estes alados , eu vejo algumas pessoas criticando a criação de aves mas em suas casas tem cães, gatos , coelhos etc… em suas fazendas tem cavalos , bois , cabras etc… , todos estes animais que citei foram domesticados e se soltos eles chegam a morte em pouquíssimo tempo, e assim com as aves criadas em cativeiro , elas NASCEM em cativeiro e não sabem se virar .
    PARABÉNS A TODOS OS CRIADORES SERIOS , CRIAR E PRESERVAR!

    1. Parabéns para você também sou um amante dos canários apesar de cria somente os famosos srd mais amo todos eles e nessa quarentena e que a gente presta mais atenção neles

  8. Para informar as pessoas que criticaram a matéria, CANÁRIOS, são pássaros criados em cativeiro não existem mais em nossa natureza, os criadores de canários são apaixonados por eles e os criam com muito amor, antes de atirar pedras procurem se informar.
    Ahh, também sou criador.

    1. Existem Canários na natureza sim. Me desculpem mas não gosto de ver qualquer bicho preso em gaiolas, jaulas, correntes.

      1. Os canarios soltos na natureza sao os chamados canarios da terra e são aves silvestres cuja criação depende de autorização dos órgãos de proteção ambiental nada tendo de parecido com nossos canários.

  9. Criador sério, fornecendo qualidade de vida a ave deve ser elogiado com reportagens mesmo! Devido a criadores assim que diversas aves escaparam da extinção pois tiveram criadores de aves em cativeiro para ceder aves para uma nova reintrodução em seu habitat natural. Portanto, vale a máxima CRIAR (EM CATIVEIRO SIM) É PRESERVAR!!!

  10. Canaricultura, um Robby, uma Paixão, parabéns Sr. Ademir Criador dedicado, seus títulos e fruto de sua dedicação, e amor com as aves.

  11. Que paradoxo!🤔
    O homem reclama por estar preso em casa, enfrentando esses meses de quarentena e manter preso durante TODA VIDA , animais que nasceram para voar e cantar liberdade. É um verdadeiro crime contra a natureza. Dei nota zero a matéria.

    1. Nenhum animal ( gato, cachorro, boi , cavalo etc… nenhum foi criado para viver prezo , correto ? ) foram criados para viver em florestas e matas , mas onde estão? Eu penso que as pessoas devem se informar melhor para questionar! Todos estes animais que citei acima se livres na natureza eles morrem com poucos dias , pois foram domesticados e agora são dependentes do homem e com certeza são criados com cuidado e carinho , e assim e o mesmo com as aves criadas por criadores sérios como este da matéria.

    2. O amigo se soutar eles morrem este tipo de passarinho e criado em cativeiro . Ao contrário dos pássaros silvestre 😉

    3. Burrice tem limites. Não se trata de aves silvestres. Essas sim não devem ser aorisionadas, mas Cerinus Canários só existem por proteção humana. Não conseguiriam viver dois dias soltos.

    4. Cara Sra. Nice seu desconhecimento do assunto a levou cometer um engano. Estes pássaros não são aves silvestres (pertencentes a fauna brasileira) se forem soltos, num prazo de 24 a 48 horas morrerão de fome ou vítima de algum predador ( gatos, gaviões etc). Sou criador há mais de 50 anos e a preservação destes pássaros só foi possível por estarem em cativeiro. A sra. tem ou já teve gatos ou cachorros, conhece quem tem? Todos estes animais foram domesticados da mesma forma que os canários. Tenha um bom dia.

  12. Criei canários da Terra desde a infância ao final da adolescência .Ainda hoje, andando na rua , ao escutar o canto deste pássaro, paro para escutá-lo.Tive um cliente ,que ,se queixando das frustrações da vida, citava que uma delas era:que nunca teve um canário.O pai dele não permitia.

  13. Há quanto tempo eu não o vejo Ademir,mru colega de Gtupo Escolar Raul Vidal e de vizinho darua Vusconde fo Uruguai
    .Uma ou outra vez nos encontrávamos no Monteiro
    Um forte abraço. Flavio Celso

  14. Com o confinamento deveria saber o quanto é horroroso viver confinado.
    Que matéria mais controversa do Gilson……
    Gigolô de animais.

Comments are closed.

Menu