New here? Register. ×
×

Baguettes, croissants, pães rústicos e multigrãos feitos como na França, em Icaraí

Escrito por Gilson Monteiro às 10:34 do dia 29 de maio de 2021
Sobre: Padaria artesanal
  • Baguettes, croissants, pães rústicos
29maio

Baguettes, croissants, pães rústicosNão é preciso ir a Paris para degustar os legítimos e saborosos pães franceses. Em Niterói, basta ir à Pierre Boulanger, instalada numa charmosa casa laranja, na Rua Lopes Trovão, perto do Campo de São Bento. Janaina, 35 anos, e Laurent, 31, fazem diariamente a tradicional baguette, além de pães rústicos ou multigrãos e muitas outras iguarias. O freguês, se quiser, pode degustar ali mesmo sentado em uma das três mesinhas da padaria.

Eles são filhos de Pierre Equinet, que há anos vende seus pães em uma barraca estilosa que fica nos fins de tarde na entrada de Camboinhas, na Região Oceânica. Janaína e Laurent trabalhavam com o pai. Agora resolveram levar as raízes da panificação francesa para Icaraí.

De uma pequena fornalha da Pierre Boulanger saem também o pão italiano, focaccias, pães recheados de azeitonas, calabresa com provolone ou gorgonzola com nozes. Fazem, ainda, pão de cacau com chocolate meio amargo, waffle Liège e brioches.

Baguettes, croissants, pães rústicosA família francesa permanece unida. Hoje Laurent, formado em administração pelo IBMEC, e Janaína, em Marketing pela ESPM, contam com o apoio e a ajuda do pai, Pierre Equinet, 63 anos e uma bonita história que mistura aventura, amor e o trigo que passou a fazer parte da vida dele no Brasil.

Pierre saiu do Sul da França no início de 1983. A bordo do veleiro Magali passearia pelo mundo. Até que no Brasil, ao desembarcar no Iate Clube do Rio de Janeiro, conheceu Ivete Magliano. A moça mudou completamente a sua rota e seu destino. Os dois rumaram para o Caribe. Janaína nasceu durante a viagem marítima. A família vendeu o barco ao chegar nos Estados Unidos e voltou para o Brasil.

Vieram morar em Niterói, onde Pierre montou o Toboágua de Piratininga, distração da garotada por muitos anos. Aqui tiveram o segundo filho, Laurent.

Há dez anos, Pierre voltou à França e por nove meses fez um curso de panificação. Trabalhou em oito padarias francesas. Voltou para Camboinhas, onde mora, comprou um forno e todo o equipamento necessário com a ajuda dos dois filhos.

A família unida resgata o valor do pão na mesa, graças às técnicas tradicionais aprendidas por Pierre. Todos juntos metem a mão na massa feita de farinhas orgânicas, fermentação natural ou “levain”. Seguem receitas passadas de geração em geração oferecendo aos clientes uma experiência única.

Serviço:

Pierre Boulanger

Rua Lopes Trovão 203, esquina de Mem de Sá

Tel : 987317151

Funciona de terça a sexta-feira, das 10h às 18h30m

Sábado, das 9h às 17h.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

6 thoughts on “Baguettes, croissants, pães rústicos e multigrãos feitos como na França, em Icaraí

  1. Além dos melhores produtos, o atendimento é exemplar. Educadíssimos e gentis. Sou freguesa de “carteirinha”. A baguette eu amo, os Waffles não faltam na minha casa, o ”pain au chocolat” e o croissant são maravilhosos , os recheados são divinos… enfim, uma casa que Niterói merecia ter. Sucesso! Eles merecem

  2. Caro Jornalista : Isso falta em Nicteroy . Divulgacao de
    lugares exemplares e úteis. Servico Público . Meus parabéns.

Comments are closed.