New here? Register. ×
×

Um sanduba que se mantém na crista da onda há 36 anos em Itacoatiara

Escrito por Gilson Monteiro às 14:53 do dia 13 de março de 2020
Sobre: No Costão
  • sanduíche natural
13mar

sanduba natural

Engenheiro desempregado na recessão econômica de 1984, para sobreviver Francisco José Leite abriu o quiosque “Onda Natural”, na subida do Costão de Itacoatiara. É o primeiro da praia, do lado esquerdo. Serve um sanduíche natural que há 36 anos está  na crista da onda.

O sanduba custa R$ 15,00. Substitui uma refeição pela quantidade e variedade de ingredientes. Primeiro, o freguês escolhe o pão, árabe ou integral, coloca pasta de atum ou de ovo, acrescentando cenoura, beterraba, alface, alho poró, salsinha, agrião, champignon, azeitona, milho, batata palha, cebola roxa, passas e pimenta boquinha.

Chico, como é chamado pela garotada, diz que naquela época o mote era a refeição natural substituindo o hambúrguer e o cheeseburguer.

– Eu tinha um sócio, Paulo Roberto, também engenheiro desempregado, que como eu gostava de cozinhar. Observamos o comportamento dos surfistas que passavam o dia inteiro pegando onda, gastando energia sem se preocupar com a alimentação. Bolamos, então, um sanduíche que tivesse bastante sustança e substituísse o almoço. Primeiro criamos um pão caseiro, integral, sem glúten, com açúcar mascavo, levemente adocicado. Servido quente, contrasta com os sabores salgados das pastas e dos molhos esfriados que vão dentro – conta Chico.

A aprovação com louvor é incontestável. Jovens clientes mostram ter disposição para encarar um sanduba daquele tamanho e misturado de sabores naturais.

A bebida preferida para harmonizar é o açaí ou o mate.

O quiosque oferece, ainda, uma vista privilegiada do mar maravilhoso de Itacoatiara. Alimentada pelo sanduba saudável e delicioso, a juventude dourada encontra ali um ponto especial para agradecer a Deus, a natureza e brindar à vida.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

2 thoughts on “Um sanduba que se mantém na crista da onda há 36 anos em Itacoatiara

  1. Sem retirar o mérito do Marcelo, que é um grande trabalhador e empreendedor, o Chico é inovador e quem não o conhece, é porque nunca frequetou Itacoatiara ou é ‘houle’.

  2. Muito mais antigo, mais popular e muito mais vendido é o sanduíche natural do Marcelo. O sanduíche Onda Natural nem é tão conhecido assim, e é restrito à uma tribo muito específica, enquanto o do Marcelo, que iniciou suas vendas na Praia de Itacoatiara há mais de 40 anos, hoje é encontrado em todas as praias da cidade e em algumas praias do Rio de Janeiro também. Esse sim merecia uma reportagem.

Comments are closed.

Menu