New here? Register. ×
×

Traficantes pararam obra do túnel

Escrito por Gilson Monteiro às 17:21 do dia 11 de agosto de 2016
Sobre: Charitas-Cafubá
11ago

Operário retomam a obra do túnel paralisada por ordem de traficantes do PreventórioParalisada desde sábado (06-08) por determinação de traficantes que dominam o Morro do Preventório, a obra do Túnel Charitas-Cafubá voltou a ser tocada nesta quinta-feira (11/08) pelo consórcio de empreiteiras contratado por R$ 310 milhões pela prefeitura de Niterói. Mas só depois que, na manhã de hoje, cessou um novo e intenso tiroteio na comunidade.

Através das redes sociais, moradores do Preventório protestam contra as detonações da rocha para abertura das galerias do túnel, “que acontecem em horários variados, inclusive altas horas da noite ou de manhã muito cedo, prejudicando o descanso dos trabalhadores, sem falar nas rachaduras que já provocaram em casas do Preventório”.

Em um dos posts, um morador descreve: “Fica uma máquina à noite inteira furando e parece que está dentro de nossos tímpanos. Na boca aberta do túnel fica saindo uma fumaça tóxica e os moradores estão todos com uma alergia e tosse insistente. E agora nem temos mais ninguém a quem reclamar, pois na obra não fica nenhum fiscal, ninguém com poder de decisão, somente um segurança para vigiar as máquinas. Um cenário terrível!”

O comandante do 12º Batalhão da PM, coronel Fernando Salema, diz que já está previsto um policiamento para garantir a segurança dos usuários dos túneis que ligam a Zona Sul à Região Oceânica de Niterói. “Isto vai ser feito com o apoio da Companhia da PM no Cafubá e as do morro do Cavalão e do Largo da Batalha”, afirmou Salema.

Segundo informações levantadas pelo setor de inteligência do 12º Batalhão, criminosos vindos da comunidade da Mangueira, no Rio de Janeiro, estariam fazendo a segurança do tráfico do Morro do Preventório, em Niterói. Recentemente, uma operação do Setor Reservado (P-2) prendeu três traficantes e apreendeu drogas avaliadas em cerca de R$ 50 mil no Preventório, após uma troca de tiros com bandidos armados de fuzis.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

2 thoughts on “Traficantes pararam obra do túnel

  1. Estamos vivendo dias de terror com essa obra!
    As poucas casas que estão em cima do túnel, as famílias suplicam pela desapropriação. A Prefeitura não sabe o que é dignidade da pessoa humana. Estamos doentes com essa fumaça, esse barulho que vem do Cafuba à noite inteira com implosões, pisando na lama, passando por uma escada improvisado e perigosa. A nossa voz tem sido os veículos de comunicação. Por parte do Prefeito, apenas promessa e descaso. Não venha nos pedir votos! Queremos ser ouvidos! Cumpra sua promessa de desapropriar as famílias.

  2. O Preventório pede justiça! Neste momento, seria muito interessante a PF vir à Niterói fazer uma varredura e prender esse meliante do Pevista Melancioso que está envolvido na Operação Lava-jato! O que está faltando para ser deflagrada a ação?

Comments are closed.

Menu