New here? Register. ×
×

Rodrigo dá ‘bicicleta’ na Lava Jato

Escrito por Gilson Monteiro às 15:24 do dia 16 de novembro de 2017
Sobre: Alma do negócio
16nov

Apesar de citado em denúncias feitas à Lava Jato pelo marqueteiro Renato Pereira, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, abriu nova concorrência para contratar uma agência que administrará conta de R$ 15 milhões, no próximo ano. Segundo o edital, a publicidade será para estimular o uso da bicicleta na cidade.

Entre as cinco concorrentes, duas estão citadas na delação do publicitário Renato Pereira, dono da Prole Serviços de Publicidade, feita ao Ministério Público Federal: a Nacional Comunicação e a NBS. As demais são a Octopus, E3 Comunicação e Inovate Comunicação.

O contrato da prefeitura de Niterói com a Prole, assinado em 2014 e prorrogado até dezembro por sete aditivos, soma mais de R$ 62 milhões. Segundo Pereira, a licitação foi dirigida pela prefeitura para que sua agência fosse a vencedora. Disse ainda em sua delação que pagou uma mesada de R$ 20 mil por quase três anos ao então secretário de Relações Institucionais André Felipe Gagliano Alves, que continua no governo de Rodrigo Neves, agora como coordenador geral de eventos.

Na nova concorrência aberta no último dia 10 de novembro, depois de o Tribunal de Contas do Estado haver suspendido o certame em maio, por encontrar irregularidades, estão em disputa duas agências citadas na Lava Jato por Renato Pereira.

Segundo o delator, a NBS foi usada, juntamente com a Propeg, para fazer um repasse de R$ 5 milhões da construtora Andrade Gutierrez para pagar a Prole pela campanha do governador Luiz Fernando Pezão.

Já sobre a Nacional Comunicação, que faz campanhas para o deputado Jorge Picciani e seus filhos (todos investigados pela operação Cadeia Velha, sobre propinas pagas por empresas de transporte), Pereira conta que essa agência recebeu R$ 104,3 milhões da prefeitura do Rio de Janeiro, em licitação que teria sido dirigida a ela e a uma outra empresa para desenvolverem uma plataforma online para divulgar o legado dos Jogos Olímpicos no Rio.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

3 thoughts on “Rodrigo dá ‘bicicleta’ na Lava Jato

  1. Os professores do Município estão sem receber incorporados ao seu vencimento o adicional transitório, dívida inclusive trabalhista, visto que muitos fizeram concurso para 20h e hoje cumprem 24h, sem que neste período o seu vencimento tenha sido reajustado. No entanto no dia 10/11/2017, foi publicado no Diário Oficial uma homologação, por parte da FME, no mínimo escandalosa :
    Processo nº210/3482/2017.
    HOMOLOGAÇÃO DO PREGÃO PRESENCIAL com SRP
    Nº. 07/2017
    Aprovo a proposta do Pregoeiro e sua Equipe de Apoio, adjudicando e homologando do
    Pregão Presencial com SRP nº07/2017, à Licitante: L1M3 PUBLICIDADE LTDA CNPJ
    nº04.924.058/0001-82, no valor total de R$1.173.200,00(um milhão, cento e setenta e três
    mil e duzentos reais). A despesa correrá à conta do Programa de Trabalho
    nº20.43.12.361.0042-2491, Código de Despesa nº33390-30, Fonte 100. Processo
    Administrativo: 210/3794/2016.

    Valor altíssimo para a publicidade e para os vencimentos dos trabalhadores nada.
    Revoltante…

  2. Tanto dinheiro, tanta parafernália tecnológica, para mostrar o óbvio? Uma cidade pequena em dimensões, inchada de pessoas, com ruas estreitas, onde começa a faltar espaço para todos, não precisa repensar, não só seus métodos de locomoção, mas também critérios de ocupação e aproveitamento de espaços, redução de consumo e de desperdício, criação de novas atividades econômicas, etc, etc, etc? Tudo que fizemos até hoje nos trouxe a esta situação que beira o caos. Os que insistem em manter velhos hábitos estão cometendo crimes contra a humanidade. Já que o negócio é “mandar todo mundo pra cadeia”, quem entre nós não merece estar atrás das grades? Será que são só os políticos?

  3. Quanto a fazer propaganda de ciclovias aqui na região oceânica, ele vai descobrir um adversário ferrenho. Se não fizer realmente uma ciclovia descente vou desmascará-lo onde for. A RO não tem sequer 1 metro de ciclovia, tem alguns pedaços de ciclofaixas, outros pedaços de calcadas compartilhada e só! Ciclovia, não! Moro a quase 40 anos na região e conheço cada palmo dela. Uso bicicleta para lazer e algumas vezes para trabalho, mentira não vai rolar. Ou faz ou fica quieto.

Comments are closed.

Menu