New here? Register. ×
×

PT tenta se manter em Niterói

Escrito por Gilson Monteiro às 17:56 do dia 4 de outubro de 2016
Sobre: Eleições em Niterói
04out

Rodrigo tem o DNA petista de José Dirceu, Lula e DilmaDepois da derrota que o PT sofreu em todo o país, perdendo 374 prefeituras (inclusive de grandes cidades como São Paulo), o partido de Lula joga todas as suas fichas neste segundo turno em Niterói. Rodrigo Neves, que se abrigou no Partido Verde para tentar descolar sua imagem dos escândalos do mensalão e do petrolão, concorre à reeleição contando tanto com expoentes petistas como com lideranças de variados matizes, mas todas tendo à frente velhos nomes da política, dos quais hoje o eleitorado, este sim, quer desapegar-se.

Se para o candidato de oposição, Felipe Peixoto (PSB), não sobraram nomes de projeção na política, Rodrigo tem a seu lado Jorge Piccianni, Sergio Cabral, Pezão e Sergio Zveiter (todos do PMDB), Marcelo Crivela (PRB), Garotinho (PR), Jorge Roberto Silveira (PDT), Comte Bittencourt (PPS), Rodrigo Maia (DEM) e Washington Quaquá (presidente estadual do PT).

O que ex-petista Rodrigo Neves, seus partidários e os mais íntimos assessores não queriam era ir para a disputa no segundo turno com Felipe Peixoto porque sabem o risco que correm com uma nova eleição em que têm que começar do zero.

O prefeito candidato, que tem 19 partidos lhe apoiando e um contingente de cerca de 300 candidatos a vereador, já não contará com o mesmo entusiasmo deles. Os vereadores eleitos em sua grande maioria deixam para voltar ao jogo político somente depois de conhecido o prefeito vencedor, em 30 de outubro, quando então recomeçarão o toma-lá-dá-cá.

Reforma eleitoral para valer, somente o próprio eleitor poderá fazer, como já começou há algumas eleições atrás, desde quando passou a negar representatividade aos eleitos. O crescente número de abstenções, votos nulos e em branco, que já somam 21 milhões de eleitores no país, demonstra a descrença não na política, mas nos que nela militam repetindo velhos hábitos, manhas e artimanhas.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

2 thoughts on “PT tenta se manter em Niterói

  1. Há muito tempo gostaria te encontrar.Formidavel texto. Esclarecedor e gostoso de ler.
    Lembro muito bem e com saudades do O Fluminense onde conviviamos com Dr.Alberto,Efrem & Cia.
    Abração amigo de fé

Comments are closed.

Menu