New here? Register. ×
×

Pontos de luz mostram invasão em nova área do Morro da Viração, em Niterói

Escrito por Gilson Monteiro às 12:41 do dia 30 de julho de 2020
Sobre: Gato no mato
  • morro da Viração
30jul

morro da ViraçãoO morro da Viração, em Charitas, está sendo ocupado por casebres construídos na área que fica abaixo da rampa de voo livre do Parque da Cidade. Área de proteção ambiental, não recebe nenhuma fiscalização da prefeitura de Niterói.

O acesso às casas é feito pelo Rua Levi Carneiro, de onde um morador fotografou o morro no entardecer, mostrando os pontos de iluminação que revelam a área invadida.

A energia elétrica é obtida através de “gatos” (ligação clandestina) na rede da Enel instalada na Levi Carneiro.

 

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

10 thoughts on “Pontos de luz mostram invasão em nova área do Morro da Viração, em Niterói

  1. Niterói não tem fiscalização em vários setores. Quem passa na rua São Lourenço pode ver o crescimento das casas que estão sendo construídas na rua de cima que vai para praça da igreja de são lourenço dos índios, simplesmente estão invadindo as encostas que dá pra ver pela rua são lourenço, tem luz à vontade e os canos das casas estão pendurados para os fundos dos terrenos de empresas e algumas residências. A verdade é que o prefeito fez campanha aqui e essa região está abandonada com desordem total em vários aspectos. Lixo é jogado pelos próprios comerciantes e empresários nas ruas,inúmeros lava jatos clandestinos roubando luz dos postes na travessa santo antonio próximo ao futuro Mercado Municipal, bagunça generalizada. Anos de descaso porque mesmo fazendo reclamações, nunca fizeram nada. Revoltante porque não se observa a prefeitura trabalhar porque seus servidores não fazem nada para manter as ruas limpas sem desordem.

  2. Aqui no Inga na subida do MAC na encosta do quebra-mar os invasores ja montaram cabanas. O próximo passo sera construir os barracos no ponto turístico mais importante da cidade onde se paga o IPTU mais caro do Brasil. A Prefeitura não esta nem ai para a reclamação dos moradores e frequentadores da area

  3. Cadê o Ministério público? A OAB? Os vereadores de Niterói? Ou esse pessoal só aparece pra defender os favelados contra a polícia, depois que a comunidade já está formada e controlada por bandidos? O controle do meio ambiente não está na moda? Não é interesse nacional? Ou devemos proteger somente a Amazônia? E nossa cidade?

  4. Absurdo isso! Pagamos um IPTU caríssimo para financiarmos essa situação. Futura Rocinha! Governantes fazem vista grossa, porque dá retorno em votos! Podridão!!!

  5. Infelizmente não é novidade para os moradores da cidade. Isto tem ocorrido em todas as encostas da cidade e o poder público nada faz. Constituíram um grupo chamado GECOPAV para proteção das áreas verdes, mas o resultado é pífio, seja por falta de vontade de combater as irregularidades, seja por falta de recursos.

  6. Boa tarde. Há fiscalização sim, mas na última vez, os agentes foram recebidos a tiros. Os guardas ambientais e funcionários do Parque não possuem porte de armas e tão pouco efetivo para uma efetiva ação contra bandidos. Dentro em breve, esperamos que tudo se resolva com os agentes públicos de segurança e possamos reintegrar essas áreas aos devidos moradores, a fauna do PARNIT!

  7. CADÊ O PODER PU LICO ??
    CADÊ ESSE “PREFEITINHO” DE M_ _ _ _ ???
    PORQUE NINGUEM SE MOVE?
    VAMOS ESPERAR A REGIAO OCEANICA VIRAR UMA NOVA “SAO GONÇALO ??”

  8. Grilagem é milicia essas oessoas precisam ser removisas pelo exercito e prender os vereadores e ou prefeito que for contra…
    Cade o exercito???, vamoa jogar migalhas de milho de novo pra eles terem coragem de fazer isso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu