New here? Register. ×
×

Parada do Orgulho LGBTI para o trânsito por 24 horas, domingo, em Icaraí

Escrito por Gilson Monteiro às 17:21 do dia 12 de setembro de 2019
Sobre: Aviso aos síndicos
12set

A Parada do Orgulho LGBTI vai, mais uma vez, fechar o trânsito em Icaraí neste domingo, anunciam seus organizadores. Em comunicado distribuído aos síndicos de edifícios situados no bairro da Zona Sul, o Grupo Diversidade Niterói (GDN) pede para que coloquem avisos “nos elevadores do condomínio ou comunique aos moradores para evitar possíveis transtornos (…), pois diversas ruas estarão fechadas”.

O evento vai se realizar pelo 15° ano consecutivo na Praia de Icaraí, contando com apoio da Prefeitura de Niterói. Esta, porém, ainda não divulgou oficialmente para a população o esquema de interdição de ruas que afetará Icaraí por um dia inteiro, neste domingo.

Segundo o comunicado do GDN aos síndicos, a Parada do Orgulho LGBTI vai começar com concentração a partir das 13h na Rua Miguel de Frias em frente à Reitoria da UFF. A partir das 17h os participantes vão desfilar pela Praia de Icaraí até em frente à Rua Mariz e Barros, com previsão de término marcado para às 21h30m.

O estacionamento de veículos ficará proibido a partir das 22h do dia 14 (sábado), até às 21h do dia 15 (domingo) na Praia de Icaraí entre as Ruas Álvares de Azevedo e Mariz e Barros, e nestas duas no trecho entre a praia e a Moreira César. Na Gavião Peixoto, entre Miguel de Frias e Álvares de Azevedo, também será proibido estacionar naquele período.

Ficarão interditadas ao trânsito, no domingo, das 11h às 17h, a Rua Miguel de Frias, entre Gavião Peixoto e a praia; e a Tavares de Macedo, entre Álvares de Azevedo e Miguel de Frias.

Das 16h às 21h30m, a praia ficará interditada entre as Ruas Álvares de Azevedo e Mariz e Barros. O mesmo acontecerá com as Ruas Pereira da Silva, Lopes Trovão, Presidente Backer, Otávio Carneiro e Belizário Augusto, todas no trecho entre a praia e a Moreira César.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

6 thoughts on “Parada do Orgulho LGBTI para o trânsito por 24 horas, domingo, em Icaraí

  1. Nunca fui homofóbico e nunca fui contra a qualquer manifestação popular, ainda mais quando ela está ligada a uma causa pra lá de justa. Entretanto, o que não consigo tolerar é a interdição de uma via tão importante para a cidade por conta de um evento, sem falar no elevado nível de decibéis que as famílias, os idosos em especial, são obrigados a suportar enquanto ocorre o desfile LGBT. É muito barulho e muito transtorno para as famílias de Icarai.
    Por que não utilizar a Av. Ernâni do Amaral Peixoto para isso? O carnaval é feito por lá! As paradas militares e estudantis são feitas por lá! Qual a necessidade que a prefeitura vê em causar tanto tumulto nas vidas dos moradores de Icaraí?
    Isso não está correto e desaprovo por completo a realização dessa manifestação no bairro de Icaraí.

  2. Foi aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes na sessão do dia 12/09 (quinta-feira) um Projeto de Lei de autoria do Vereador Leonardo Giordano (PCdoB) e co-autoria do Vereador Paulo Eduardo Gomes (Psol) que denomina o pequeno trevo na confluência da Rua Miguel de Frias com Rua Jornalista Alberto Torres (praia de Icaraí) como Trevo da Democracia e Diversidade, onde sempre acontecem as concentrações de vários movimentos. Sejam eles políticos, religiosos ou culturais.

    1. Portanto, acredito que após a sanção deste PL pelo Executivo, este local ficará oficializado como ponto de concentração de todas as manifestações em Niterói.

  3. Um amigo que trabalha na Secreatria de Cultura me disse que o novo secretário Vitor DWolf é quem promove junto com o Vereador Leonardo Jordano e que todas as atividades desse veteador são financiadas pela secretaria de cultura mesmo nao tendo nenhuma relacao cultural apoiam e financiam tudo desse vereador que ninguem conhece na cidade , fazer esse tipo de evento em Icarai é uma falta de respeito com o cidadao que precisa e merece segurança tenho amigos gays que sao contra esse tipo de evento no bairro , por que nao fazer no centro ?? E secretaria de cultura deve cuidar de cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu