New here? Register. ×
×

Obra malfeita leva perigo a Piratininga

Escrito por Gilson Monteiro às 11:43 do dia 11 de abril de 2019
Sobre: 'Buracoceânica'
11abr

A antiga Avenida Sete, atual Raul de Oliveira Rodrigues, repavimentada há pouco tempo, apresenta tantos problemas que põe em risco a vida de moradores da Região Oceânica. O presidente do CCRON, Gonzalo Perez, disse que a avenida fazia parte do projeto original da Transoceânica, como via binária da Francisco da Cruz Nunes, mas sem nenhuma explicação o projeto foi alterado.

Com a abertura do Túnel Charitas-Cafubá, como já era esperado, aumentou fluxo de veículos pela Avenida Sete, inclusive caminhões pesados, por ser uma das opções de acesso à Região.

Fora do projeto, ela recebeu uma camada de asfalto, quando deveria ter sido feita uma obra mais sólida e resistente, para aguentar o trânsito que está recebendo hoje.

Gonzalo diz que a consequência são inúmeros buracos, como a da foto, que têm provocado muitos acidentes de carros.

Outra observação é que em muitos trechos da Avenida não existem calçadas e ciclovias, obrigando as pessoas a andar pela rua.

— O aumento de veículos trafegando por essa artéria, me preocupa bastante, porque nesse estado de conservação, mal sinalizada e com os ônibus passando em alta velocidade, poderão ocorrer muitos acidentes – diz Gonzalo.

A Prefeitura, devia tomar providências urgentes para solucionar o problema, evitando que seja mais um adendo ao volumoso processo que se encontra no Ministério Público em Niterói contra os malfeitos da administração municipal.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

4 thoughts on “Obra malfeita leva perigo a Piratininga

  1. O trânsito está muito violento na av. 7. Carros e ônibus voam, principalmente na ladeira na altura da rua do colégio Mapple Bear. Nessa avenida, toda hora acontece um acidente com carro, moto, cachorro atropelado, etc. Como a avenida não tem retorno, os carros param na faixa da esquerda para acessar as ruas e ficam esperando o trânsito contrário ficar livre. Fora a praga das motos que andam de tudo quanto é jeito no local. Dia de praia desiste… congestionamento desde o Cafubá até a entrada de Camboinhas.

    Além disso, tem um trecho próximo ao Salesianos que a terra desce da ladeira e vai parar na avenida. O calçamento é horroroso, quando não é o próprio comércio local que atrapalha os pedestres.

    E pra completar, no seu entorno está uma das comunidades mais perigosas da Região Oceânica.

    Enfim, combina com a Transtornoceânica.

    1. Verdade os carros em grande velocidade não se pode caminhar os carros não respeita as pessoas as bicicletas tem que ser feito alguma coisa a um mês o carro pegou uma moto e seus ocupantes morreram na hora ali um pouco antes da Igreja Universal Tem que se Tomar uma providência urgente.

  2. Não é só em Niterói, não, Gilson, no Rio, obras inauguradas recentemente, encontram-se em estado lastimável!! É urgente rever os cursos de engenharia e a competência dos engenheiros que aí estão. O Estado roubou tanto que economizou no material usado em todas essas obras!!

Comments are closed.

Menu