New here? Register. ×
×

Niterói vive dia de guerra com bandidos

Escrito por Gilson Monteiro às 18:08 do dia 12 de agosto de 2019
Sobre: Fogo cruzado
12ago

Toda vez que acontece um tiroteio entre quadrilhas rivais ou entre bandidos e a Polícia Militar, mais importante do que ficar discutindo a responsabilidade pela segurança, se é do governo do Estado ou do Município, o cidadão contribuinte deve cobrar das autoridades uma solução para esse inferno como o que viveram hoje moradores de São Francisco e de Santa Rosa.

Operações da PM resultaram em fogo cruzado com bandidos na Garganta do Viradouro e na Grota do Surucucu. Nesta comunidade, uma bala perdida matou um jovem de 16 anos, que saia de casa para treinar futebol no América, e um ônibus foi incendiado interditando a Avenida Presidente Roosevelt, via de ligação da Região Oceânica à Zona Sul da cidade pela Estrada da Cachoeira. Também pela manhã, passageiros de um ônibus da linha 40 tiveram que abandonar o veículo que estava na linha de tiro de criminosos do complexo do Viradouro.

Do jeito que a coisa está ficando, com bandidos de diversas facções disputando território nos morros e nas comunidades de Niterói, só o Exército com o apoio da PM poderá, ao menos, afugentar essa bandidagem que aqui se estabeleceu depois de migrar de bases cariocas.

Qualquer observador atento repara no crescimento desordenado dessas comunidades niteroienses que vêm  sendo transformadas em trincheiras de traficantes. Não é possível que as autoridades não tentem coibir esse crescimento que já está se tornando incontrolável e de consequências imprevisíveis.

 

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

2 thoughts on “Niterói vive dia de guerra com bandidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu