New here? Register. ×
×

Niterói, segunda em receita no Estado, lidera a gastança com nomeações

Escrito por Gilson Monteiro às 11:27 do dia 6 de setembro de 2019
Sobre: Na contramão da crise
06set

Enquanto o governo federal estuda diminuir o número de ministérios, unindo os de Turismo, Direitos Humanos e Desenvolvimento Regional , com outras pastas, e planeja mais adiante reduzir as atuais 22 pastas para apenas 15, a Prefeitura de Niterói tem 54 órgãos com status de secretaria e o maior percentual de comissionados (cargos de confiança) na administração direta (40% segundo o último “Perfil dos municípios” traçado pelo IBGE). Essa gastança com nomeações é respaldada pelo fato de Niterói ter a segunda maior receita do Estado do Rio de Janeiro, conforme aponta o Observatório Sebrae/RJ.

Por sua vez, a Câmara Municipal deverá votar, na próxima semana, o aumento do número de cadeiras de 21 para 25 vereadores, bem como um reajuste dos subsídios de suas excelências para cerca de R$ 19 mil mensais. No fim de agosto o IBGE divulgou que a população de Niterói já soma 513 mil habitantes e, com isso, a Câmara também pode votar um reajuste nos salários dos vereadores e do prefeito para a próxima legislatura, tendo como teto 75% do valor pago a um deputado estadual, segundo permite a Constituição Federal.

Executivo e Legislativo niteroienses estão andando na contramão do que está vivendo o país, que exige medidas de contenção para enfrentar uma das maiores crises econômicas das últimas décadas. O povo exige isso.

Não é pelo fato de o município estar surfando em grana com o royalty do petróleo (deverá receber R$ 1,33 bilhão em 2019, ou seja 41,8 % do orçamento municipal deste ano) que pode manter dezenas de Secretarias ou afins, verdadeiros cabides de empregos, pois muitas delas sequer têm espaço físico para abrigar legiões de apaniguados, cuja única presença certa é nos caixas eletrônicos dos bancos.

A prefeitura criou o Fundo de Equalização da Receita para guardar os recursos dos royalties e participações especiais distribuídas pela Agência Nacional do Petróleo. Mas somente 10% desses valores deverão, segundo a lei que criou o fundo, ser guardados para investimentos futuros.

A Câmara com excesso de vereadores pelo que produzem, aumentou no mês passado o número e o salário dos comissionados nos gabinetes de suas excelências, onde se todos forem trabalhar não encontrarão espaço físico para caber tanta gente.

É preciso respeitar o contribuinte, que é quem paga a conta, pois apesar dessa dinheirama toda do petróleo nos cofres municipais, o cidadão vem sendo onerado com um dos IPTUs mais caros do país, bem como o sacrificado prestador de serviços e o empresariado sofrem no caixa com impostos e taxas caríssimas que fazem Niterói ser o número um em receita dentre os municípios do Leste Fluminense e o segundo em todo o Estado do Rio de Janeiro, conforme levantamento do Observatório Sebrae/RJ.

Mas nem com tanta dinheirama entrando nos cofres públicos Niterói consegue fazer funcionar um pronto socorro, um hospital e uma assistência médica digna. Não tem uma administração que seja capaz de planejar e fazer funcionar o trânsito e o transporte público; implantar e cuidar de ciclovias de verdade (e não ciclofaixas de araque); coletar e reciclar o lixo da cidade; criar novas áreas e promover o lazer da população, hoje trancada em casa com medo de assaltos e tiroteios.

O mais triste é ver tanto dinheiro gasto com coisas supérfluas, verdadeiras maquiagens e marketing visando a perpetuação de um grupo político no poder.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

27 thoughts on “Niterói, segunda em receita no Estado, lidera a gastança com nomeações

  1. As eleições vão se aproximando e a imprensa vai dando aquele jeitinho de começar a fazer campanha eleitoral. Nunca deram importância pra nossa cidade. Não fazem questão de divulgar nossos eventos, nossis pontos turísticos etc. Hospitais em Niteroi tem problemas, mas dão um banho nos do Rio de Janeiro. Colégios e creches idem. Trânsito e segurança pública não são de competência da prefeitura. Esse tipo de reportagem, carregado de ideologismos nas entrelinhas, que se quer entrevistou alguém do legislativo ou da prefeitura como contraponto, que alimenta o ódio e cega o cidadão mais carente de conhecimento político. Numa próxima eleição, vão acabar elegendo um populista barato que tem solução pra tudo de goela abaixo… e levará nossa cidade ao caos. Lamentável.

    1. Desrespeito a lei do silêncio próximo ao hospital do Ingá. Motos barulhentas subindo e descendo o Palácio, caladas quebradas desrespeitando pedestres e cadeirantes. Hospitais Públicos uma vergonha de sueira. Responsabilidades da Prefeitura sim.

    2. Farra com o dinheiro dos contribuintes. Vamos torcer para que nas próximas eleiçoes o povo saiba escolher melhor seus representantes.

  2. Jornalista Gilsom Monteiro :

    PARABENS pelo magnifico trabalho a favor de Nossa
    Cidade . Servico Pubico . A populacao agradece .Divulguem .

  3. Niterói presente sem um treinamento sério. São jogados na rua sem condições nenhuma de preparo. Só para constar. Sem fiscalização séria na cidade. A baderna na praça Leoni Ramos cantareira São Domingos! Principalmente na quinta feira. Precisamos de paz. Baderna, venda de drogas, bebidas alcoólicas, sexo atrás dos carros, urina nas portas do comércio e residências. Depois a prefeitura manda um carro pipa par lavar as calçadas. Não adianta. Precisamos de ordem. A prefeitura é sabedora do problema e conveniente.

  4. De fato é alarmante! Como tem prestadores nesta prefeitura! Porque não dá mais apoio as escolas e a construção de mais hospitais. Enquanto em bairros de Niterói falta toda infra estrutura. Aumento de vereadores para que? Se esses não trabalham!! Iptu alto e o ITBI é um absurdo!!!

    1. Enquanto a Guarda é engessada e proibida de atuar, graças a ditadura dos coronéis pm’s que se instalaram confortavelmente nos gabinetes do executivo niteroiense, o milionário Niterói Presente segue fazendo volume nas ruas sem a mínima qualificação necessária: seguem o roteiro à risca da famigerada “sensação de segurança” criada pelos políticos infiltrados na segurança pública. A quem interessa sucatear a GCM Niterói?

  5. Tanta grana rolando e Os estaleiros continuam mandando trabalhador embora A Comperj o elefante branco do estado , a população sofrendo com a violência e o altos custo da cidade sorriso .

  6. O que estão esperando pra levar pros meios de comunicação?
    Hospitais com atendimento satisfatório, é a base que dará aos idosos um final de vida digno!!!

  7. Também faltou dizer do número crescente de moradores de rua sem um abrigo que possa acolher essa gente. Além do trabalho informal dos vendedores ambulantes nas portas dos bancos com bebês e crianças que deixam de estudar para acompanhar pais e mães nessa informalidade. Pra que os repasses dos royalties se não atendem os mais necessitados como esses? Já é hora de uma política voltada pra essa população abandonada. Chega de fingir que esse tipo de situação não existe nessa cidade que já foi Sorriso, mas hoje é Tristeza de ver esse quadro de desamparados pelas ruas de Icaraí e outros bairros.

  8. Primeiramente, gostaria de lembrar que o atual Alcaide se elegeu desde o primeiro mandato propalando que iria reduzir o número de Secretarias, bem como os respectivos cargos comissionados. Portanto, não cumpriu a promessa de campanha e cometeu um estelionato eleitoral.
    Com relação ao número de cadeiras de Edis, temos que ficar de olho nesta votação, porque entendo que já foi um absurdo quando aumentaram de 18 para 21 cadeiras e agora querem aumentar para 24.
    Acredito que 18 vereadores é mais do que o suficiente para fiscalizar o Executivo e fazer Leis que na maioria são inócuas.

      1. E ainda digo mais, basta frequentar a Câmara nos dias sessões(terças, quartas e quintas-feira) e constatar que a maiorias dos Edis estão ali apenas para referendar os Projetos de Leis propostos pelo Executivo.

    1. Inclusive, além de cobrar IPTU super alto, agora com.apenas 1 ano de atraso, a Prefeitura já envia para o Cartório para ser protedtafo, então o sofrido do co tribuintr, além de pagar o suado IPTU, tem que pagar os acréscimos do atraso na Prefeitura, os acréscimos da Procuradoria, e as custas do Protesto em cartório, onde o valor mínimo fica em 600,00 Reais…

    2. Coloca ponte eletrônico ( digital) quero ver onde vai caber tanto fantasma, e um vereador já é muito , pois são todos comprados pelo prefeito.

  9. A degradação ética da administração municipal avança e os serviços públicos são de péssima qualidade. na educação , saúde meio ambiente, segurança se tivesse que dar nota seria ZERO.NEM ESTAMOS FALANDO DO. QUESITO CORRUPÇÃO.

  10. Gilson divulgue que o Vereador Leonardo Jordano usa a Secretaria de Cultura pra se promover colocando seu nome em eventos financiados pela prefeitura e FAN um absurdo recebi uma propaganda do evento Meio Fio realizafo no dia 3/8 e observei isso.
    Acho que isso é ilegal.

  11. Esqueceu de mencionar os IDOSOS abandonados. Não temos um Centro de CONVIVÊNCIA e uma ILPI pública para acolher a longevidade Niteroiense , que cresce a cada dia…Nossa população idosa está próxima do patamar de 100.000! !!!

    1. Tem alguém que comentou que trânsito não é responsabilidade da prefeitura. É por essas e outras que esses grupos se perpetuam usando e abusando da máquina pública. Colocam comissionados aos montes só para balançar bandeira e não sabem nem o que é competência municial, etc. Triste…

Comments are closed.

Menu