New here? Register. ×
×

Niterói perde dois grandes nomes da Radiologia, vítimas da Covid-19

Escrito por Gilson Monteiro às 11:02 do dia 17 de maio de 2020
Sobre: Guerreiros de branco
  • Celia Bastos e Vitor Bon
17maio

Celia Bastos e Vitor BonNiterói, que tem a maior concentração de médicos por habitante, acaba de perder dois radiologistas de primeira linha, a professora da UFF Célia Bastos Pereira e Víctor Luiz Bon, do CHN e Proecho. Ambos foram vítimas da Covid-19, na mesma semana. A Sociedade de Radiologia do Rio de Janeiro lamentou, em nota, a perda desses dois guerreiros niteroienses que estavam na trincheira contra a pandemia.

Ela lecionou por anos, como professora titular de Radiologia na UFF, ensinando gerações de internos e residentes, desde os estudos radiográficos, exames contrastados e tomografia computadorizada. Célia, ser humano especial, tinha um enorme coração, mesmo já aposentada ia ao Hospital Universitário Antonio Pedro pelo prazer de estudar e ensinar.

Vítor Luiz, prestativo e eficiente, com mais da metade de seus 49 anos dedicados a Medicina. Primeiro, atuou no Scan do Hospital Santa Cruz, e depois no Setor de Imagem no Complexo Hospitalar de Niterói. Também fazia parte da equipe do Proecho Niterói.

–Victor foi meu residente, amigo e companheiro. Eu o trazia sempre para fazer parte da minha equipe, pela competência, profissionalismo e prestimosidade. Trabalhou até ficar doente – disse o mestre da Radiologia Alair Sarmet, catedrático da especialidade na UFF, chefe do serviço do CHN e do Proecho Niterói.

Pelo seu espírito prestimoso e de camaradagem, além de seu inegável compromisso com a Medicina, Dr Vitinho, como lhe chamavam em muitos lugares da cidade, também vai fazer falta na roda de amigos frequentadores do Chalé.

No momento, em que vamos tomando conhecimento da morte de muitos doutores e enfermeiros, que estão na linha de frente, se arriscando para salvar vidas, é que temos de rezar para essa gente vestida de branco estar bem equipada e protegida por Deus.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

10 thoughts on “Niterói perde dois grandes nomes da Radiologia, vítimas da Covid-19

  1. É lamentável. Eu sempre fazia exames no Pró-Echo de Niterói e o Dro. Vitor estava sempre presente na Clínica.
    No meu último exame que tive uma Ressonância com constrate que sou alérgica.
    Ele foi muito atencioso, me passou o medicamento anti-alérgico. Quando fui fazer o exame, perguntou se tinha corrido tudo bem.
    E uma perda um medico tão novo perder a vida assim.Fiquei triste não sabia da notícia.
    Essa Doença está matando direto, tem que ter vacina logo.
    Meus sentimentos a família. Triste demais essa notícia.

    Fernanda Cardoso.

  2. Dr. Víctor Luiz Bon, que perda lamentável.

    Acabo de saber, de forma tardia e preciso deixar meu depiimento em homenagem a ele:

    Em 2018 Dr. Valter José Fernandes Muller, meu AMIGO pessoal e meu Urologista me indicou Dr Victor Bon para um exame de Biópsia de Próstata, na ocasião eu ñ tinha como suportar os custos do exame e anestesia, além do meu plano ñ ser aceuto pelo HCN.

    Procurei Dr. Victor Bon, expús a ele a situação e, sem mesmo me conhecer e nem mesmo a veracidade das informações que lhe apresentei me disse:

    – Ligue para a administração, procure “fulano”, diga que eu pedi para vc entrar em contato com ele para solicitar o melhor desconto e forma de pagamento possíveis e ao seu alcance, pois, eu vou fazer este exame em você.

    Dito e feito! Fui muito bem atendido, um excelente desconto e forma de pgto me foram disponibilizados e Dr. Victor Bon me atendeu e fez o exame da melhor forma possível.

    Pessoas assim, neste mundo tão carente de pessoas boas, pessoas com índole, carater e boa fé, que acreditam e dão valor e oportunidade ao próximo e à aqueles que precisam fazem muita falta!

    Sei que vc está com Deus! Sei que daí onde estás olhará e ajudará a todos que precisam!

    Muito grato por tudo e oeço a Deus que conforte sua familia e lhes de todo apoio espiritual para superar este momento dificil.

    Até breve!!!

    Gelso Fernandes Chaves

  3. Vitinho meu grande amigo dos corredores da radiologia do 2 andar do Antonio Pedro, fiquei sabendo 1 dia apos da sua partida, me desculpe por ter sumido esses anos todos, estavamos muito ocupados em trabalhos, plantões, que agora vejo o quanto foram inúteis com o tamanho da saudade. fecho meus olhos agora com lagrimas, e vejo você correndo pelo corredor com uma radiografia de tórax de um paciente, tantos sonhos, tantas ideias, e agora tudo acabado sinto muito meu amigo, pela minha ausência nesses 5 anos. me desculpe, meu eterno amigo

  4. Absurdo dos Absurdos alguma coisa TEM que ser feita q DEUS console os familiares dos q se foram e proteja os q estão na linha de frente!!!!

  5. Boa Noite,

    Nossas sinceras condolências aos familiares dos Médicos.
    Outrossim, os Hospitais Privados de NITERÓI, deveriam cumprir os protocolos, entre os quais a recomendação médica, 05/CREMERJ, editado em 15/05/20 para internação em CTIs, bem como obrigar o uso de EPIs em todas as unidades hospitalares , para que técnicos, enfermeiros e médicos e sobretudo pacientes não sejam infectados por COVID-19.
    Neste sentido, não há protocolo hospitalar para uso obrigatório de EPIs nas unidades hospitalares não covidária.
    Daí , muitos inocentes contraírem a doença injustamente, por acidente de trabalho ou não, em virtude da ausência de notificação e fiscalização nestas áreas ao Poder Público…..ainda que possuam formalmente ISOS e Creditações Internacionais.
    VERGONHA ……$$$$$$$$

    1. Bom Dia ,

      Vide os dados preliminares, apurados pelo Conselho Federal de Medicina( CFM) que complementam os dizeres acima, em que pese as condolências aos familiares dos profissionais, a qual 40 % dos profissionais médicos questionam a falta de EPIs, qual seja, em áreas covidária e não covídária, conforme amplamente divulgado nos órgãos de imprensa no Brasil, desde o dia de ontem …..
      Onde estão os protocolos organizacionais de cada conglomerado hospitalar ……para toda a unidade ……..à sociedade médica e usuária do sistema…..
      Somente propaganda e imagens ……., Médicos , Enfermeiros, Técnicos e Pacientes estão se contaminando nestas unidades o tempo todo !!!!!!!!
      Não há sequer limite nos elevadores de serviço para áreas covidárias e não covidárias por parte destes profissionais …….
      Saúde não é mercadoria !!!!!!

    2. Agora é Lei :
      Lei 8.818 /20 ,Empresas de Serviços Essenciais, entre os quais, os Hospitais Privados estarão obrigados a equipar por meio de EPIs todos os funcionários, publicada no D.O.E de 15/05/20.
      Hoje,19/05, uma paciente faleceu nesta manhã , em virtude do COVID-19, dentro de Unidade Hospitalar Privada.
      Detalhe: Deu entrada no hospital com pneumonia e não com COVID-19. Vide Prontuário.
      VERGONHA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  6. Lamentável e irreparável perda. Meus sentimentos aos familiares e amigos destes proeminentes profissionais da medicina niteroiense.

  7. Quanto a mais esses dois médicos vítimas no front da guerra pandemica, certamente que lá na frente quando o armisticio chegar, no mínimo um monumento em bronze será erguido em memória à classe ,englobando enfermeiros e os anônimos heróis das ambulâncias e da assistência hospitalar.

  8. Parabéns efusivos, Gilson e indomável equipe que muito dão alento a Niterói. Pelas oportunas e bem inseridas reportagens vemos que vcs não se deixaram abater por essa traiçoeira pandemia cuja face mais cruel seria exatamente o que chamaríamos de apostasia cultural. Sendo que jornalismo isento e honesto é o cume mais visível da conjuntura social. Obrigado, turma!

Comments are closed.

Menu