New here? Register. ×
×

Mercado imobiliário otimista em Niterói

Escrito por Gilson Monteiro às 15:10 do dia 31 de janeiro de 2019
Sobre: Novos lançamentos
31jan

O mercado imobiliário, que anda aos trancos e barrancos desde 2015 vendo decrescer ano a ano os novos lançamentos em Niterói, espera por um reaquecimento no segundo semestre deste ano, com uma perspectiva de 10 a 15 novos empreendimentos, totalizando aproximadamente R$ 1 bilhão em novos lançamentos. A estimativa é feita por Bruno Serpa Pinto, presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-Niterói).

Cada empreendimento deve gerar cerca de 400 novos empregos na construção civil e no mercado imobiliário em Niterói. Por enquanto, as construtoras registram um estoque de apenas 960 unidades/ano, em 2018, enquanto a média já foi de 3 mil unidades/ano.

Depois de experimentar um boom em 2014, com 2.146 unidades, gerando R$ 1,2 bilhão em lançamentos; em 2018 foram lançados apenas 177 imóveis, resultando um volume de R$ 68 milhões, segundo levantamento feito pela SPIN Inovações Imobiliárias.

A crise começou em 2015 com o lançamento de somente 493 unidades, seguindo em 2016 com 97 e em 2018 com 177. Resultados bem distantes dos verificados em 2012 (2.347 unidades); 2013 (2.061); e 2014 (2.146) .

De 2012 a 2018 o mercado imobiliário sofreu em Niterói uma queda de 92% na produção de novas unidades. Com a diminuição do estoque, a tendência é de aumento dos preços dos imóveis.

 

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

12 thoughts on “Mercado imobiliário otimista em Niterói

  1. Mudando o foco: Veja o quanto Estado do Rio de Janeiro – que trabalha – recebe e repassa ao Governo Federal
    PAGA: 101.964.282.067,55 RECEBE: 16.005.043.354,79 SALDO: 85.959.238.712,76

  2. Na boa! Não vi esse ânimo todo não ! Essas unidades que serão lançadas se forem mesmo, será no fim de mundo que nem tá acontecendo com o recreio, a ilha pura foi uma das piores apostas da hosken !Outra coisa que tem que ser observado é a quantidade de imóveis parados x leilões x crescimento do salário minimo, acho que viajaram na análise ! O setor da construção civil so cresceu graças aos eventos no Rio de Janeiro, agora é questão de ajustes nos valores praticados na venda de imóveis! É isso que vai acontecer, não tem emprego e nem prestação de serviços que pague bem e motivem o crescimento e venda meu caro! Pega os números, todo mundo interessado em comprar mas e quem tem o primeiro imóvel no nome?! Poderá comprar a segunda com crédito baixo no mercado?! não vejo movimento ao ponto do governo anunciar novos créditos e nem interesse para uso do FGTS para compra do segundo imóvel! A meu ver o movimento se dará atraves de permuta! E acho que isso vcs não estarão preparados ! Fica a dica ! Todo mundo quer vender, o problema e que será cobrado 2x a taxa de corretagem?! Será que ainda e jogo?!

  3. Em 2015 as construtoras pré crise aprovaram lei que em caso de distrato podiam devolver o dinheiro parcelado inviabilizando compra de outra unidade para o distratante. Recentemente aprovaram distrato com apenas 50%de valor devolvido para aquecimento de setor além da legalização dos 180 dias de atraso que sempre ocorre com saldo devedor continuando a se elevar. Será um tal de “compre na planta para valorizar depois”; e quando você faz distrato devolvem 50% do valor e constroem com seu dinheiro vendendo pronto a valores elevados para outrem. Reportagens como essa só preparam terreno e vendem um mar de rosa inexistente para maioria.

  4. O mercado já melhorou nos outros estados e agora aqui no RJ já começamos a ver sinais de melhoras. Com poucas unidades provavelmente o avulso vai diminuído no estoque e isso irá gerar a valorização e os investidores conservadores já estão percebendo está perspectiva e são mobilizando. Gerando empregos, valorização da prestação de serviços e votaremos a respirar. E os sobreviventes destes anos difíceis se recuperam e com a experiências dos dias difíceis vao exercer um trabalho de excelência. Deus abençoe! Que possamos logo ver essa melhora do mercado!

  5. Esse mercado imobiliário acabou com a cidade. Não há infra estrutura que aguente . Quando foi trocado a canalização e esgotos da cidade, onde qualquer chuva há inundações. Essas empresas só visam lucros e a população, que se dane.

    1. Concordo com tudo que você postou, e nossa segurança piorou. Trânsito caótico. Por favor NÃO CONSTRUAM MAIS PRÉDIOS EM NITERÓI.😟

    2. Eu também me chamo Isis Lisboa, trabalho no mercado Imobiliário ha 30 anos. Essa sua postagem me prejudicou pia você não colocou seu sobrenome e muita gente achou que era eu. Por favor se tiver como se identificar e esclarecer essa situação lhe agradeço.

    3. Isis, você deveria se identificar, colocar o seu sobrenome no comentário feito acima. Sou Isis Lisboa corretora de imóveis e muitas pessoas já me perguntaram se fui eu que fiz o comentário. Me sinto prejudicada profissionalmente pela sua omissão de identidade!
      Por favor esclarecerá quem é você?
      Obrigada.

Comments are closed.

Menu