New here? Register. ×
×

Laringites surgem com consumo maior de álcool e de fumo na quarentena

Escrito por Gilson Monteiro às 08:48 do dia 27 de julho de 2020
Sobre: Efeito colateral
  • Andrea Pires de Mello
27jul

Andrea Pires de MelloO aumento do consumo de álcool e de fumo como válvula de escape da ansiedade com a quarentena do coronavirus pode desenvolver laringites, adverte a otorrinolaringologista Andrea Pires de Mello.

Segundo a Associação Brasileira de Estudos do Álcool e Outras Drogas (Abead), a venda de bebidas alcoólicas registrou aumento de 40% durante a quarentena. Já o consumo de cigarros teve alta de 19% durante o isolamento, segundo pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz.

Além disso, durante o inverno o predomínio do ar seco, diz a médica, “torna a poluição do ar mais evidente e altera a secreção das vias aéreas, tornando-a mais espessa e dificultando o trabalho de defesa contra vírus e bactérias; assim desenvolvemos, rinites, asma, laringites”.

OMS adverte para a Quarta Onda

A doutora Andrea Pires de Mello ressalta que a Organização Mundial de Saúde (OMS) vem chamando atenção para a chamada Quarta Onda, que seria a epidemia de doenças mentais resultante deste período de pandemia da Covid-19, com aumento significativo dos casos de depressão e abuso de álcool e fumo.

– Neste momento atual, o cigarro e o álcool acabam funcionando como uma muleta para distrair a ansiedade. Mas acabam por aumentar as chances de internações por Covid, por conta de infecções pulmonar – diz a médica.

Nos adultos, a laringite crônica é a que mais preocupa os médicos otorrinos. “Quanto mais cedo for realizado o diagnóstico, maior a chance de cura. Os principais sintomas são rouquidão, dor de garganta, pigarro, dor ao engolir, dificuldade para respirar, falta de ar – enumera Andrea Pires de Mello.

Para avaliação e diagnóstico das laringites o exame indicado é a Videolaringoscopia, para o médico visualizar as cordas vocais e, se for o caso, observar cistos e lesões como as provocadas pelo câncer.

A clínica Luiz Pires de Mello possui o que há de mais moderno em termos de equipamentos para o diagnóstico dessas patologias.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

3 thoughts on “Laringites surgem com consumo maior de álcool e de fumo na quarentena

  1. Melhor médica!! Confio na Andrea de olhos fechados para tudo!! Que pessoa e profissional maravilhosa!! ❤️❤️❤️

  2. Sempre que necessario buscamos a Clinica Pires de Mello, pelo excelente atendimento e profissionais competentes.Especialmente a Dra.Andrea!Muito atenciosa e carinhosa!Recomendo!!!

Comments are closed.

Menu