New here? Register. ×
×

Hospital do Ingá deixará de atender pacientes da Unimed Leste Fluminense

Escrito por Gilson Monteiro às 07:35 do dia 29 de novembro de 2019
Sobre: Saúde em crise
  • Hospital Geral do Ingá
29nov

Hospital Geral do IngáA Unimed Leste Fluminense, que tem o maior número de segurados em Niterói, pediu o descredenciamento do Hospital Geral do Ingá, cujo contrato vence no dia 3 de dezembro. Até essa data, os atendimentos no local estão garantidos.

A cooperativa médica de Niterói e São Gonçalo, que passa por uma grande crise financeira, já reduziu o atendimento feito pelo Hospital e Maternidade Santa Martha, em Santa Rosa, sobrecarregado e sempre lotado;  do São Lucas, que dá suporte maior na ortopedia, mas atende outras especialidades; e da Clínica da Alameda, no Fonseca, de pequeno porte.

O Hospital do Ingá recebe muitos pacientes de urologia e nefrologia, além de doentes de outras especialidades. Dispõe de 132 leitos e atende também em sua emergência cardiológica.

Atendendo a uma representação do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Energia Elétrica, o promotor Augusto Vianna, da  Promotoria de Defesa do Consumidor, instaurou procedimento preparatório de inquérito civil para apurar o descredenciamento do Hospital do Ingá pelo plano de saúde.

Socorro longe de casa

Os beneficiários da Unimed Leste Fluminense estão preocupados com o atendimento na cidade. Com o descredenciamento do Hospital do Ingá, muitos serão obrigados a buscar socorro longe de casa e da família, em São Gonçalo ou no Rio de Janeiro.

O Hospital Geral do Ingá informou em nota que “não abre mão de ter foco na qualidade assistencial prestada ao paciente em primeiro lugar” e “que sempre se manteve aberto ao diálogo com as operadoras, tendo como prioridade buscas das melhores opções do setor e do paciente”.

“HGI trabalha pela sustentabilidade setorial, adotando as melhores práticas de gestão, e trabalhando com novos modelos de remuneração juntos as suas diversas operadoras de saúde parceiras que compartilham o valor de se oferecer a sociedade o melhor que a medicina tem”.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

7 thoughts on “Hospital do Ingá deixará de atender pacientes da Unimed Leste Fluminense

  1. A ANS (Agência Nacional de Saúde), a ser a responsável por esse fato. Os nossos médicos com mais experiencia, estão deixando o plano, e em consequência, nos deixando na mão. Deveriam nos transferir para outro plano, de outra operadora, sem que ocorram aumentos estapafúrdios, como ocorrem todos os anos. Abram uma concorrência nestes termos, para ver qual operadora se habilita. Tudo supervisionado pela ANS e pelo PROCOM.

  2. O que tem que ser feito é uma auditoria nessa Unimed Leste , por que outros operadores de saúde estão crescendo e se ampliando , não só em seus espaços físicos com de qualidade e só a Unimed vai mau !!!!

  3. O atendimento no HGI é muito bom, minha mãe está internada aqui ela ficou três semanas no CTI e já está a uma semana no quarto, profissionais competentes e atenciosos.

  4. Está muito difícil. Eu e meu marido digamos, somos clientes Unimed Leste Fluminense. Sinceramente, nao sei para onde vamos nos dirigir, ou sermos encaminhados, aqui em Niterói, no caso de uma emergência . Que a empresa nos oriente de como proceder.

  5. Lamentável!
    O Hospital Geral do Inga está atendendo muito bem , totalmente reformado , com instalações modernas e corpo funcional preparado e competente.
    Os participantes da UNIMED LESTE FLUMINENSE precisam se movimentar para evitar isso.
    Nosso total apoio aos dirigentes e ao corpo médico do HGI

  6. Essa matéria (mt boa, aliás) ficou carente de informação-serviço: qual ou quais hospitais atenderão agora aos segurados da Unimed Leste em Niterói. Porque não é possível que não tenha restado pelo menos algum setor do Icaraí ou do CHN ou que nome outro tenha. Aguardamos nova reportagem de GM e sua equipe tão prestimosamente jornalística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu