New here? Register. ×
×

Hospital de campanha de São Gonçalo ainda não tem rede de saneamento

Escrito por Gilson Monteiro às 17:54 do dia 18 de maio de 2020
Sobre: Fazendo água
  • Hospital de campanha de São Gonçalo
18maio

Hospital de campanha de São GonçaloCom inauguração adiada de domingo (17/05) para a quinta (21-05) o hospital de campanha de São Gonçalo, quinta cidade do estado em número de casos de Covid-19, ainda está sendo montado. Hoje pela manhã caminhões descarregaram caixas de água no terreno do Clube Mauá e funcionários da Cedae começaram a abrir valas para instalar redes de água e de esgoto.Também ainda estão sendo montadas duas tendas redondas ao lado da unidade.

O estranho é que o hospital de emergência da Covid-19 está custando o dobro de outra unidade com maior número de UTIs no Leblon. Bancado pela iniciativa privada liderada pela Rede D’Or, o da Zona Sul carioca custou R$ 45 milhões, enquanto pelo de São Gonçalo o Estado está pagando R$ 90 milhões, os quais foram bancados meio a meio pelas prefeituras de Niterói e de Maricá.

Hospital de campanha de São GonçaloO hospital teve sua gestão entregue à organização social Iabas, que alega como motivo para o adiamento da inauguração a dificuldade de acesso, as chuvas e até tiroteios que acontecem nas proximidades.

No sábado, funcionários da unidade de campanha do Maracanã denunciaram que a Iabas havia retirado respiradores dali para levar para a inauguração em São Gonçalo. A organização social contradisse a acusação, alegando que os equipamentos são novos e precisam de tempo para serem calibrados, antes de entrarem em operação.

Estão previstos funcionar no hospital 200 leitos, sendo 40 de UTI. A prefeitura de São Gonçalo, por sua vez, não tem informação nenhuma sobre a obra. O prefeito Luiz Nanci sequer foi convidado pelo Estado para participar da inauguração.

 

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

One thought on “Hospital de campanha de São Gonçalo ainda não tem rede de saneamento

  1. Prezado amigo Gilson Monteiro , esse hospital de campanha em construção no Clube Mauá é caso para POLICIA E MINISTÉRIO PUBLICO !!!
    Niterói e Maricá doaram 90 milhões de reais , de forma a não sobre carregar os hospitais de Niterói e Maricá com a velha politica de Saúde Publica , praticada por São Gonçalo e outros municípios de colocar pacientes em ambulâncias e despejar nos hospitais de Niterói e Rio de Janeiro !!!
    O Hospital se tornou o mas caro do Brasil , o dobro do custo de outros hospitais de campanha construidos no Brasil a fora !!!
    Se isso não basta-se , construíram o referido hospital no estacionamento de automóveis do Clube , cujos muros ao redor estão pintados em letras garrafas ” ÁREA DE ALAGAMENTO ” , de forma a inocentar o clube de danos aos veiculados ali estacionados em dias de eventos do clube !!! ISSO É UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA , POIS COM A OCUPAÇÃO DO HOSPITAL , EM CASO DE TEMPORAL COMO SERIA EVACUADO OS PACIENTES , SE NEM AMBULÂNCIA TERIAM ACESSO COM O ALAGAMENTO DA ÁREA !!!

Comments are closed.

Menu