New here? Register. ×
×

A eterna primeira dama fluminense

Escrito por Gilson Monteiro às 08:28 do dia 12 de maio de 2019
Sobre: Mulher exemplar
12maio

Caminhando pelo calçadão de São Francisco encontro uma das mulheres mais admiráveis que já conheci: Ismélia Saad Silveira. A ela rendo homenagens pelo Dia das Mães e por ser uma pessoa que, apesar de ter estado dentro da política fluminense em diversas ocasiões, não se contaminou com o poder, preferindo continuar discreta, simples e distante dos holofotes.

Natural de Bom Jesus do Itabapoana, dona Ismélia, hoje com 89 anos, aos 21 anos casou com o conterrâneo e vizinho Roberto Silveira, então com 28 anos, em 1951. Tiveram três filhos, Jorge Roberto, Dora e Márcia.

A primeira dama Ismélia acompanhou a curta e brilhante trajetória política do marido, que foi deputado estadual por duas vezes, vice-governador e, em seguida governador por dois anos do Estado do Rio de Janeiro, até tragicamente morrer em um desastre de helicóptero, em 20 de fevereiro de 1961.

Depois, o cunhado Badger Silveira também foi governador do Estado; o filho Jorge Roberto elegeu-se deputado estadual, por duas vezes, e prefeito de Niterói para quatro mandatos. Mas dona Ismélia se manteve, do mesmo modo, distante dos gabinetes políticos.

Continua levando vida normal, no mesmo lugar de sempre, em São Francisco, bairro onde passou a morar quando chegou do interior fluminense à ex-capital, e onde criou seus três filhos, cumprindo com dignidade a viuvez que o destino e a vida lhe reservaram, sendo merecedora do respeito de  todos que  conhecem sua história e lhe rendem até hoje homenagens como a eterna primeira dama do Estado do Rio de Janeiro.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

5 thoughts on “A eterna primeira dama fluminense

  1. GRANDE SER HUMANO , UMA MULHER EXTREMAMENTE SENSÍVEL AOS PROBLEMAS DOS MAIS NECESSITADOS EM NOSSO MUNICÍPIO .

  2. Lembro-me como se fosse hoje,aos dez anos de idade,conheci Dr.Roberto Silveira,em Santo Antônio de Pádua.A sua contagiante presença despertou neste jovem o gosto pala política.Nao poderia imaginar que anos depois iria participar com Jorge Roberto.Dona Ismelia,sua mãe ,um exemplo de generosidade e simplicidade , digna de MÃE do ano.

  3. Parabéns, amigo Gilson. De fato a Sra. Ismélia é merecedora dessa sua justa homenagem, muito embora eu, ao contrário, não admire seu filho Jorge Roberto, que não procurou seguir o exemplo de seu saudoso e honrado pai. Forte abraço.

  4. Tenho sempre contato com ela
    Uma mulher de fibra, admirável
    Antenada,usa redes sociais
    Tira belas fotos
    Sou fã

Comments are closed.

Menu