New here? Register. ×
×

Desenvolvimento do país em debate com o Reino Unido a partir de Niterói

Escrito por Gilson Monteiro às 16:22 do dia 24 de junho de 2020
Sobre: Alternativas à mesa
24jun

A niteroiense Gabriela Ramos Sarmet, 25 anos, é a moderadora nesta quarta-feira (24/06), às 17h, da quinta edição do Brazil Reino Unido, Fórum UK 2020. Vai comandar o painel “Que desenvolvimento queremos?”, reunindo Ailton Krenak, escritor e ativista indígena; Joaquim Levy, ex-presidente do BNDES; Katia Abreu, senadora; e Valéria Pôrto, quilombola e ativista, que vão conversar sobre desenvolvimento e alternativas. O debate pode ser acompanhado pelo link do fórum no YouTube.

Gabriela, ex-aluna do Abel, formada em Relações Internacionais pela UFRJ, mestranda em Violência, Conflito e Desenvolvimento pela SOAS, Universidade de Londres, com a pandemia do Covid-19, participará de Niterói.

Fragilidades provocadas pelo Covid-19 no Brasil

A sinopse do evento lembra ser o Brasil “historicamente marcado pelo extrativismo intensivo e pela agroexportação, gerando impactos sociais e ambientais que hoje atingem índices alarmantes”.

Ressalta que “com o Covid-19, as fragilidades desse modelo se tornam ainda mais evidentes, colocando a atual conjuntura como uma janela de oportunidade para a ampliação do debate sobre o desenvolvimento”.

A apresentação do fórum conclui constatando que “mesmo entre quem busca alternativas não há consenso: há visões que promovem projetos de fomento à produção local, outras que veem a proteção ao meio ambiente como um ativo econômico e, ainda, há quem questione o próprio vínculo entre desenvolvimento e economia propondo um modelo que atenda a interesses integrados de toda a sociedade”.

 

 

 

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

One thought on “Desenvolvimento do país em debate com o Reino Unido a partir de Niterói

  1. Analisemos o trecho “o Brasil é historicamente marcado pelo extrativismo intensivo e pela agroexportação, gerando impactos sociais e ambientais que hoje atingem índices alarmantes”. Eis os questionamentos?

    1) Quem implantou esse modelo e se beneficiou dele? Resposta: as nações europeias, encabeçadas por Inglaterra e França.

    2) Que resultados esse modelo provocou hoje sobre os povos explorados? Resposta: Injustiças, opressões, brutalidades, miséria e desesperança.

    3) Os países que até hoje se beneficiam desse modelo de exploração realmente querem mudá-lo? Resposta: se querem, por que ainda impõe guerras e embargos econômicos contra as nações historicamente exploradas?

    Propor uma discussão dessas com os ingleses é a mesma coisa que a prostituta discutir com o cafetão a partilha ideal dos ganhos dos programas: nada vai mudar.

    Essa discussão deveria acontecer entre o Brasil e os demais países da América Latina, os da África, e os do Oriente Médio. Esses é que poderiam ter um novo modelo a propor.

    Só que isso nunca foi feito…opa…perá aí…foi feita sim uma tentativa alguns anos atrás…mas o que foi mesmo que aconteceu? Ah, era coisa de Comunistas, de Bolivarianistas, esses terroristas que querem tomar o poder e instalar a ditadura gay no mundo! Não foi assim que reagiu a classe média letrada? Será letrada mesmo?

Comments are closed.

Menu