New here? Register. ×
×

Com o apoio da herança maldita

Escrito por Gilson Monteiro às 21:18 do dia 8 de junho de 2016
Sobre: Caso de amor
08jun

casodeamorSob o manto de um tal de “Movimento sou Niterói de coração” e propondo a construção de uma chamada “Frente Brasil Popular em Niterói”, o PDT de Lupi e Jorge Roberto Silveira fechou na noite desta quarta-feira uma aliança pela reeleição do ex-petista e hoje prefeito pelo Partido Verde Rodrigo Neves. A festa lotou a sede do diretório pedetista na Rua Visconde de Itaboraí, no Centro.

“Um novo ciclo progressista econômico e político surgiu no governo de Jorge Roberto Silveira e continuou progredindo com a gestão de Rodrigo Neves”, dizia o panfleto distribuído na porta do PDT.

De novo, porém, nada a acrescentar ao panorama político de Niterói. Secretário de Assistência Social no primeiro governo de Jorge Roberto, Rodrigo reafirma uma velha aliança de mais de 30 anos de PDT revezando-se com o PT na prefeitura. Isto, porém, não sem ele ter tentado quebrar este pacto ao enfrentar Jorge na eleição de 2008, gabando-se com o eleitorado por ter o apoio de Lula e José Dirceu. Teve que esperar mais quatro anos para, aí sim, conquistar a cadeira de prefeito.

O tempo passou, José Dirceu está na cadeia, Lula é investigado pela Lava-Jato, e Rodrigo pulou do PT para o PV. Agora vai tentar sua reeleição com o apoio de Jorge Roberto a quem, desde 2013, acusava sistematicamente de lhe haver legado uma “herança maldita”.

Justificando ser preciso sair do que chama de micropolítica, o panfleto do movimento #SouNiteróiDeCoração,  exortava as pessoas a se unirem em torno “deste programa de mudanças corajosas, responsáveis e com sentimento de amor; sim, um verdadeiro sentimento de amor pelas pessoas, este sem dúvida precisa ser o sentimento predominante para a mudança de paradigmas”. Entenderam?

Nestes últimos dias pode-se dizer que já se viu de tudo em “macropolítica” em Niterói. Três cemitérios municipais caindo aos pedaços foram entregues ao PTB de Roberto Jefferson, e o Diário Oficial traz, a cada dia, mais nomeações para cargos comissionados. Verdadeira goleada que nem a seleção de Dunga seria capaz de dar na do Haiti como nesta noite.

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

3 thoughts on “Com o apoio da herança maldita

  1. Nada disso é oposição a tudo de ruim que vem acontecendo no País e em Niterói. Temos que buscar um candidato verdadeiramente de oposição.

  2. Boa noite,

    Vivi em Niterói por 33 anos, desde meus 11 anos de idade. Estudei e trabalhei em Niterói. Hoje, moro em Vitória com meu marido e filho. Participei do último governo de Jorge Roberto e tenho uma admiração especial por ele e pelo q ele fez pela cidade. Amo Niterói, mas quando vou visitar minha família, sinto que Niterói não é mais a mesma desde o ano que me mudei. Mesmo com o país mergulhado em problemas, espero que Niterói consiga voltar um dia ser aquela cidade que tínhamos orgulho de morar, o que eu desejo é que possamos dar a volta.
    Abraços

Comments are closed.

Menu