New here? Register. ×
×

A chuva cai, a rua inunda e Niterói cobra o IPTU mais caro do país

Escrito por Gilson Monteiro às 18:53 do dia 10 de fevereiro de 2020
Sobre: Parou tudo
10fev

Câmera do Cisp registra alagamento na Marquês do Paraná

Como sempre, uma chuva mais forte deixou as ruas de Niterói alagadas no meio da tarde desta segunda-feira (10/02). Segundo a previsão do tempo, esta semana será marcada por tempestades.

O trânsito, no início da noite de hoje, ainda está congestionado nas vias principais, como na Alameda São Boaventura, Avenida Roberto Silveira e até na Marquês do Paraná. Nesta a prefeitura está concluindo obras de alargamento, mas parece não ter previsto expandir a rede de drenagem da via que liga a  Zona Sul ao Centro e à Ponte Rio-Niterói .

Está demonstrado que com qualquer chuva e, mesmo por pouco tempo, a cidade alaga pelo descuido e pela falta de manutenção e limpeza dos bueiros. Os táxis e carros de aplicativos desapareceram e os ônibus lotados trafegam em câmera lenta.

Além de a Defesa Civil decretar estágio de atenção às 16h35m e orientar os moradores a não saírem de casa, nada mais foi feito para diminuir o transtorno. As câmeras do milionário Centro Integrado de Segurança Pública de Niterói (Cisp), instalado em Piratininga, registraram os alagamentos que devem ter sido vistos pelo prefeito Rodrigo Neves de seu gabinete.

Mas até quando essa administração que cobra um dos IPTUs mais caros do país e jorra petrodólares pelos ralos do marketing vai continuar deixando a população à mercê das chuvas?

Tudo alagado, de Norte a Sul

Guarda municipal tenta controlar o acesso dos ônibus ao ponto do Niterói Shopping

Guarda municipal tenta controlar o acesso dos ônibus ao ponto do Niterói Shopping

A revolta era grande no ponto de ônibus em frente ao Niterói Shopping, onde passageiros aguardavam ônibus para voltar para casa, mas eles custavam a chegar, diante do engarrafamento que tomou conta da cidade.

A Rua Gavião Peixoto, em Icaraí, também ficou intransitável. O mesmo aconteceu nas ruas Doutor Paulo César e Itaperuna. Na Rua Doutor Sardinha, a correnteza era perigosa para quem precisava passar a pé por ali.

No Centro, a Avenida Marquês do Paraná e a Rua Visconde do Rio Branco tiveram as calçadas tomadas pelo alagamento. Clientes do Plaza também ficaram retidos no shopping com o alagamento da Rua XV de Novembro.

Motoristas relataram bolsões de água na Avenida do Contorno e na rodovia BR-101, Niterói-Manilha, com lentidão no sentido Ponte Rio-Niterói e Itaboraí.

 

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

13 thoughts on “A chuva cai, a rua inunda e Niterói cobra o IPTU mais caro do país

  1. Como sempre derigentes de município apenas gostam de festas e comer as populações e moradores que se tolham arrangem barco de borracha. Uma vergonha

  2. Niterói e outras cidades só vão resolver isso quando demolirem tudo, aterrarem mais onde era mar, rio ou lagoa.
    As cidades foram construídas dentro delas e vão continuar tendo enchentes para sempre.
    Parem de mimimi kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. o prefeito gastou milhoes com luzes e decoraçao de natal e esqueceu de fazer drenagem e limpeza dos rios e corregos e bueiros… cade Rodrigo Neves nessa hora:? a prefeitura nao moveu uma palha pra minimizar os problemas causados pela enchente…a cidade parou e pronto!

  4. Em 2016, presenciei um grande alagamento por chuvas, pasmem, em frente ao Plaza Shopping. Que piada de mau gosto, se dissermos para um europeu ou japonês que por aqui há alagamentos a poucos metros da Baía de Guanabara, eles ficarão perplexos e talvez perguntem se não é alagamento premeditado. Lamentável!

  5. Mas esse não é o tal Prefeito que estava preso até pouco tempo atrás ?
    A culpa é sempre nossa que votamos em gente como essa.
    Mas não se preocupem, limpem suas casas que daqui a pouco tem carnaval meu povo !!!!!

    1. A coleta seletiva é o mais importante a ser feito. EDUCAÇÃO é a palavra certa. Enquanto a população não se conscientizar que jogando lixo nas ruas vai ser vítima do próprio lixo, Nada irá mudar. A Coleta do lixo reciclável também deveria ser mais rigorosa quanto aos proprietários de Restaurantes e Estabelecimentos Comerciais. O que falta aí é EDUCAÇÃO e Respeito ao Meio ambiente. Esse IPTU é um desrespeito há anos e o problema não vai mudar nunca se não for cobrado aonde está indo o dinheiro impostos pagos, mas francamente? O IPTU é uma PIADA DE MAL GOSTO . Francamente!😉

  6. O candidato a prefeito escolhido pelo atual tem uma assessora que se diz hidrologa, mas nada sabe de hidrologia e drenagem urbana e adora canalizar rios. Por essa administração inchada de comissionados apadrinhados e que só tomam decisões políticas é que Niterói está assim.

  7. Asfaltar ruas implica em impermiabilizar o solo, segundo os técnicos. Evita que o sistema natural de drenagem não funcione. Além disso, não instalar nova canalização sob o piso, para escoamento das águas pluviais, provoca enchentes. Tudo isso é o que prefeito Rodrigo Neves não observa, por causa da sua “miopia” no processo administrativo.

  8. Não temos calcadas sem buracos na Alameda são Boaventura, por ser via expressa sempre tomamos banho de lama, a alameda precisa urgente de valas junto ao meio fio para canalizar a água de chuva e de outros pontos. Sempre tem água escorrendo pela alameda. Ando indignada com esta situação. E pra ajudar o prefeito resolve protestar os contribuintes com dívidas de IPTU, sabendo da crise de desemprego que assola o estado, muito indignada com esta situações. A maioria das prefeituras estão dando anistia dos juros e correção monetária ele está protestando.

  9. E aproveito a oportunidade para lembrar que o alargamento da Av. Marques do Paraná logo após a saída do mergulhão Ângela Fernandes(diga-se de passagem, obra necessária) está sendo executada com dinheiro oriundo da “outorga onerosa” do direito de construir um shopping de grande porte (16 pavimentos e mais 5 subsolos de garagem) numa via arterial principal da cidade. Agora pergunto: E quando começar esta obra que deve levar pelo menos uns 4 anos, como vai ficar o trânsito naquele local?
    O projeto do shopping é muito bonito, porém o local que é inapropriado.

Comments are closed.

Menu