New here? Register. ×
×

Traficantes metralham revenda de gás

Escrito por Gilson Monteiro às 15:40 do dia 11 de janeiro de 2018
Sobre: Entrega suspensa
11jan

Bandidos deram dez tiros no portão da Liquigás, na Avenida Central, Região Oceânica de Niterói, em novo atentado contra a empresa que se recusou a pagar pedágio para traficantes de drogas da comunidade Pau Roxo, no Engenho do Mato. A entrega domiciliar dos botijões está suspensa nos bairros atendidos pela revenda e muitos clientes também têm evitado ir ao galpão da Liquigás com medo de um novo ataque de criminosos.

O portão foi metralhado na madrugada desta quinta-feira (11/01). A Polícia Militar diz que prendeu dois bandidos envolvidos no roubo de caminhões de entrega da Liquigás. O que já não espanta mais ninguém é que a ordem para cobrar R$ 3 mil semanais de pedágio das revendas de gás partiu de um traficante que está preso desde 2012 em Bangu. João Carlos Diano Marques, o João Coroa, mandou seus cúmplices sequestrar e ameaçar funcionários da Liquigás caso continuassem vendendo os botijões em domicílio.

Isto a polícia já sabe, mas não consegue evitar os atentados nem devolver a tranquilidade ao Engenho do Mato. Por sua vez, o comandante do 12º BPM, coronel Márcio Rocha, está propondo uma reunião com comerciantes da Região Oceânica para discutir a questão da falta de segurança, ao mesmo tempo em que promete reforçar o policiamento nos bairros afetados pela violência.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|
Menu