New here? Register. ×
×

Serviço de conservação falha em Niterói

Escrito por Gilson Monteiro às 11:41 do dia 21 de junho de 2019
Sobre: Marketing de sobra
21jun

Moradores temem que tronco doente de árvore não a sustente e ela caia na Rua Domingues de Sá, em Icaraí

Iluminação pública deficiente e árvores sem poda ameaçando tanto a rede de energia elétrica quanto, em caso de queda, as construções em volta são as reclamações mais frequentes feitas pelos contribuintes à Prefeitura de Niterói. Muitos deles reclamam que ficam sem atenção ou pior, como no caso do leitor Gustavo Gonzalez, por receber resposta de que o problema foi resolvido, quando a lâmpada continua queimada na sua rua em Camboinhas.

O niteroiense paga uma taxa de iluminação pública altíssima, mas não consegue a simples reposição de uma lâmpada, e tem que ficar às escuras e temendo o risco de assaltos. Enquanto isto, a prefeitura gasta milhões em publicidade anunciando obras faraônicas e fazendo elogios à administração.

A reclamação dos contribuintes também é contra a Secretaria de Conservação e Serviços (Seconser). O leitor Paulo Rocha diz que há meses fez “um requerimento solicitando a poda de uma árvore gigante que ameaça desabar na Rua Domingues de Sá, em frente ao número 388, sem sucesso.” Essa árvore está com cavidades no tronco, possivelmente afetado por fungos e parasitas, que devido à sua altura pode não aguentar o peso dos galhos e ruir.

Por sua vez, Gustavo Gonzalez solicitou sem sucesso a troca de uma lâmpada queimada no poste em frente ao número 63 da Rua Marechal Raul de Albuquerque, em Camboinhas. Ele diz que “o aplicativo Colab, da prefeitura de Niterói, é só fachada. A gente mostra o problema, eles dizem que vai ser resolvido, entregam para o que chamam de ‘time competente’, respondem que realizaram e colocam o status da reclamação como solucionada sem ter feito coisa alguma. É a sexta reclamação minha do mesmo problema que deveria ser resolvido em até 72 horas, lâmpada pública queimada, mas já há mais de um mês essa brincadeira deles”.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

3 thoughts on “Serviço de conservação falha em Niterói

  1. A verdade é que a Enel não cumpre com suas obrigações. Uma delas é podar os galhos e as folhagens. Prefere deforma- las. A prefeitura não fiscaliza, nem multa a concessionária de energia; opta, também, por eliminar a arborização. E a ANAEL (?) só autoriza o aumento de tarifas, e os alugueis dos postes (quem paga são as telefônicas). Ou seja: um pacote de ilegalidades que só pune os niteroienses, as maiores vítimas.

Comments are closed.

Menu