New here? Register. ×
×

Rodrigo perde mais uma e continua preso

Escrito por Gilson Monteiro às 17:11 do dia 4 de fevereiro de 2019
Sobre: Fora do cargo
  • Foto Luciano Belford
04fev

Foto Luciano BelfordEstá mantida a prisão preventiva de Rodrigo Neves, prefeito afastado de Niterói detido em Bangu 8 desde 10 de dezembro. O desembargador Luiz Noronha Santos, do 3° Grupo de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça, rejeitou neste domingo (03/02) agravo regimental interposto pela defesa de Rodrigo, que insistia na tese de falta de provas de que, conforme investigação do Ministério Público estadual, o prefeito teria recebido propinas totalizando R$ 10,9 milhões de empresas de ônibus.

Sustentava a defesa, agora liderada pelo advogado Técio Lins e Silva, que a prisão cautelar do prefeito afastado era descabida. O desembargador relator criticou o agravo, como “longa, aprofundada e inoportuna imersão meritória” e deixou para o Grupo de Câmaras Criminais dar uma decisão final em data ainda a ser marcada.

Antes, o advogado e ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, já havia tentado obter um habeas corpus para Rodrigo Neves durante o plantão do Supremo Tribunal Federal, mas o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, não reconheceu a urgência requerida, deixando a matéria para ser decidida pelo relator de origem, ministro Luiz Roberto Barroso. Antes do final do recesso forense, Cardozo desistiu do habeas corpus, possivelmente admitindo que dificilmente ele seria concedido por Barroso.

Em outro habeas corpus interposto no Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro Rogério Schietti Cruz indeferiu a liminar requerida. A decisão foi publicada sexta-feira (01/02) pelo STJ e nela o relator lembra que “o desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, em 7/12/2018, considerou “necessária a decretação da custódia […] para garantia da ordem pública, enquanto único expediente possível para fazer cessar as atividades criminosas, cuja realização emergiu suficientemente apontada como ocorrente desde aproximadamente abril de 2014 até a presente data” .

Em Niterói, a esposa de Rodrigo Neves, Fernanda Sixel Neves, lidera uma cruzada contra a prisão do marido. Ela vem gravando vídeos divulgados pelas redes sociais e, na semana passada, mandou confeccionar panfletos que estão sendo distribuídos na cidade, afirmando a inocência do prefeito afastado do cargo.

Em uma longa carta lida na noite de domingo por Fernanda Sixel em sua conta no Facebook, Rodrigo Neves voltou a se defender dizendo que contrariou interesses das empresas de ônibus, diferentemente do que Marcelo Traça, ex-dirigente da Fetranspor, denunciou em delação premiada, e que não recebeu nenhuma vantagem ilícita como aponta o Ministério Público.

Rodrigo finaliza o texto de mais de 1.700 palavras dizendo ter esperança de que agora em fevereiro, mês de retomada das atividades do Ministério Público Estadual — órgão que ele destaca como “fundamental para o bom e justo funcionamento do Estado do Rio Janeiro” —, os promotores de Justiça avaliem “detidamente os documentos públicos e os obtidos nas apreensões e quebras de sigilos” para que se “conceda a minha liberdade, o respeito à ordem democrática e a Justiça!”, conclui o prefeito afastado.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

14 thoughts on “Rodrigo perde mais uma e continua preso

  1. propina com empresas de onibus? isso não é nada. Aguardo ansioso para ver quando investigarem e aparecerem as propinas com obras q esse fanfarrão fez!!! ai sim, vai somar igual Cabral. Mais de 100 anos! E a farra na prefeitura? Quando será investigada!! Vai Moro!!!

    1. Essa direita CORRUPTA é muito canalha, cínica e mentirosa. Procura acusações falsas, para enxovalhar os bons administradores da esquerda democrática. Não se conformam com o trabalho e o sucesso alheio, inventando todas as maldades possíveis!

  2. Quem defende o prefeito preso, ou é muito ingênuo ou está ganhando algo para defende – lo. Provavelmente está entre as centenas de funcionários fantasmas da prefeitura de Niterói. Um cabide de empregos fantasmas maior que a Alerj. Vejam pelo porte dos advogados se um agente político que vive de salário poderia pagar. É incompatível com os ganhos anuais. Dizer que ele não teve enriquecimento ilícito mostrando a conta dele e declaração de IR é ridículo. Corruptos profissionais não declaram propina em IR e nem deposita em conta. A conta do Pesao também estava vazia. Assim como Cabral, Piciane e todos eles. A população não se sensibiliza mais com o famoso “Rouba mais Faz” até porque ele não fez nada a não ser obras de maquiagem para desviar dinheiro. Com o valor gasto na transoceanica poderia ser construído muito mais…

  3. Com todo respeito, quero saber quem será político? Convoco a cada um que faça reflexão profunda! Rodrigo trouxe inúmeros benefícios, e obras que ninguém teve audácia de fazer antes! Como será? Você quer se candidatar? Eu não quero! Dureza!!! Candidate-se!!! Ajude sua cidade!!!!

  4. José Eduardo Cardozo ex-ministro PT e Rodrigo Neves um ex-PT que se escondeu no PV e agora PDT, vem se dizer que é santo, inocente, e que o delator é um farsante, hipocrisia, e aliás nunca ouvi ou soube em minha história de vida que algum político assume corrupção, sempre a mesma história, não há motivos, falta de provas e fundamentos e que é tudo interesses da oposição. O MP tem que investigar e levantar tudo e todos, aqueles que não tiverem envolvimento serão inocentados e aqueles que desviaram dinheiro público através de empresas de ônibus ou de construtoras (essas certamente estão em investigação também), paguem pelo delito cometido, e já deveriam os munícipes estarem elegendo um novo Prefeito.

  5. Acredito que continue preso e está na hora do povo de Niterói se mobilizar para que haja novas eleições para prefeitura.

Comments are closed.

Menu