New here? Register. ×
×

Pães feitos com amor em Camboinhas

Escrito por Gilson Monteiro às 17:53 do dia 26 de outubro de 2018
Sobre: Alimento da vida
26out

Janaina e o pai Pierre Equinet com seus pães artesanais

Quem passa nos finais de tarde por uma pequena barraca estilosa, na entrada de Camboinhas, ao lado da cabine da PM, não imagina que ali tem uma história de amor, muito trabalho e uma variedade de pães franceses de dar água na boca.

Nas prateleiras estão mais de 20 sabores e tipos de pães, além da tradicional baguete o freguês encontra pães rústicos e de multigrãos, os recheados com parmesão, provolone e azeitonas, os de frutas e chocolates, além do croissant e dos brioches.

Laurent atende a freguesia na bike com os pães da Boulangerie Pierre, na entrada de Camboinhas

Ainda jovem, no início de 1983, Pierre Equinet, hoje com 61 anos, deixava o Sul da França a bordo do veleiro Magali, de 40 pés, para passear pelo mundo. Até que no Brasil atracou no Iate Clube do Rio de Janeiro, onde conheceu Ivete Magliano. Ela mudou completamente a sua rota e o seu destino.

A paixão foi tão grande pela morena de pele clara, que a seu pedido, o casal rumou para o Caribe, onde nasceu al mare a filha Janaina, hoje com 33 anos. A família seguiu para os Estados Unidos, onde vendeu o barco para voltar ao Brasil. Vieram morar Niterói, onde Pierre montou o Toboágua de Piratininga, que por muitos anos foi a grande distração da garotada.

Aqui, teve outro filho, Laurent, hoje com 29 anos.

Há oito anos, resolveu voltar à França, onde por nove meses fez cursos de panificação, passando por oito padarias francesas.

Voltou a Camboinhas, onde mora, comprou um forno e todo o equipamento necessário para começar a produzir pães, com a ajuda dos dois filhos. Hoje, Laurent, formado em administração pelo IBMEC, e Janaina pela ESPM, se revezam na barraquinha no final da tarde e no quiosque do Supermarket de Piratininga, para a alegria de uma freguesia certa e que cada vez aumenta atraída pelos produtos feitos com uma farinha de trigo especial e muito carinho.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

4 thoughts on “Pães feitos com amor em Camboinhas

  1. Pães nota 10.Tem um pão azedinho delicioso.Multigraos,a tradicional baguete francesa…enfim,tudo muito bom!

  2. Muito bonita a trajetória de vida deles. Familia unida. Guerreiros. Será um prazer conhecermos a barraquinha dos paes maravilhosos. Tudo feito com amor e carinho tem sucesso.
    Vou compartilhar. Parabéns.

  3. Devem ser maravilhosos, os pães franceses são inigualáveis!! Comi em Paris os melhores croissants da minha vida!!

Comments are closed.

Menu