New here? Register. ×
×

Juíza impede corte de árvores no Ingá

Escrito por Gilson Monteiro às 14:45 do dia 2 de outubro de 2017
Sobre: Desmatamento
02out

As motosserras da prefeitura verde de Niterói só não funcionaram neste último fim de semana no Ingá, porque a juíza Maria Aparecida da Costa Bastos, da 10ª Vara Cível de Niterói, deferiu tutela de urgência em ação popular contra o município, proibindo a derrubada de árvores na Rua Doutor Arthur Tibau, sob pena de multa de R$ 50 mil.

A ação foi movida pela moradora Janice Magalhaes Pires de Barros, que como outros vizinhos não aceitaram o argumento de que as árvores estariam mortas ou secas. No dia 23/09, a prefeitura — que tem o prefeito Rodrigo Neves; o secretário Executivo, Axel Grael; e o secretário de Meio Ambiente, Eurico Toledo, filiados ao Partido Verde — derrubou na Arthur Tibau uma amendoeira de 30 anos e marcou a supressão de outras duas para o dia 30/09.

A Arthur Tibau é uma pequena rua sem saída, que faz esquina com a Rua Visconde de Moraes e que conta apenas com a sombra verde das árvores que ali estão desde seu arruamento original. Depois de cortar a primeira árvore, há duas semanas, a prefeitura ainda não removeu os pedaços do tronco da amendoeira abatida.

Na sentença, a juíza destacou que “da análise dos autos verifica-se que inexiste demonstração de que as árvores estejam mortas, secas ou em situação de dano aos transeuntes, moradores ou ao patrimônio”.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

5 thoughts on “Juíza impede corte de árvores no Ingá

  1. Está ocorrendo o mesmo na Avenida Thomaz Edosin de Andrade Vieira, na Vila progresso, conhecida por todos como Rua das Árvores ou Rua do Túnel de Árvores, que já não encontra tantas arvores assim. O fato relatado acima é o mesmo, primeiro algum morador da rua mata a árvore com querosene ou algum veneno, após, ja seca, vem a prefeitura e corta…

    O verão está chegando, nessa hora todo mundo quer uma vaga ou sombra fresca para descansar ou parar o carro. Francamente…

  2. É absurdo esse massacre das árvores na cidade! Por que não são feitas podas periódicas adequadas sem aleija- las? Qdo ficam altas em demasia podem realmente oferecer riscos, mas certamente derrubar é um desserviço à cidade que perde seu verde e aquece mais,
    a cada dia!

  3. Um absurdo!!!

    Sou morador da Rua Dr. Arthur Tibau e considero irracional e insensato o ocorrido.

    A amendoeira derrubada foi previamente envenenada, provavelmente por algum morador do prédio em frente à ela, visando afastar os micos e morcegos que por ali transitavam.

    Agradeço à Sra. Janice e demais moradores pela ação impetrada, me colocando à disposição para impedir a derrubada indiscriminada de árvores que não estejam em situação de dano e risco aos transeuntes, moradores ou ao patrimônio.

    Da mesma forma, no mês passado, em frente ao numero 65 da Rua Tiradentes, a concessionária ENEL derrubou uma árvore de grande porte para instalação de um poste com transformador, apesar do protesto e indignação dos moradores.

    Espero que tal prática antiecológica e predatória seja abolida, aplicando-se as penalidades cabíveis aos responsáveis.

  4. Várias já foram cortadas por toda a cidade. Eu gostaria de impedir, mas não sei como. O corte acontece sempre de surpresa. É triste, mas o que mais me causa espanto é como os demais “órgãos competentes” fazem vista grossa para isso. O anonimato ajuda…

    1. Impedir pode ser por meio de acao popular, mas precisa ser um eleitor e estar com o titulo regular. Ou ajudar o Ministerio Publico de tutela coletiva e meio ambiente com provas ou requerimentos pra instruir uma acao civil publica.

Comments are closed.

Menu