New here? Register. ×
×

Feriadão ferra comércio já em crise

Escrito por Gilson Monteiro às 16:54 do dia 18 de abril de 2019
Sobre: Às moscas
18abr

Na Moreira César uma loja está para alugar e a outra tenta atrair freguesia com promoção

Os pontos facultativos decretados pelos governos do Estado e de Niterói vão trazer um prejuízo enorme para o comércio da cidade, que já vem se queixando do baixo movimento provocado pela crise financeira que afeta os lojistas e a sua freguesia nos últimos anos.

Já na véspera o pessoal começa a viajar, emendando com o sábado e domingo, só retornando suas atividades normais na próxima quarta-feira por conta do feriado de São Jorge, na terça-feira (23/4).  Quem fica, se recolhe em casa ou procura uma diversão com a família, na praia ou em outros espaços, fugindo das lojas para economizar, já que a grana está curta.

Há anos, na quinta-feira santa as repartições funcionavam, mas este ano o governador Wilson Witzel, alheio à crise que o Estado do Rio atravessa, fechou a quitanda estadual que governa, provocando milhões de prejuízos, não só para o próprio governo que deixa de arrecadar impostos e, principalmente, para o comércio, que paga tributos altíssimos.

Os lojistas fizeram as contas, esse feriadão vai ser pior do que no último carnaval. Um lojista se queixou que nem as vendas a prazo e as promoções, estão sendo atrativos para aumentar os negócios.

O fim do mês está próximo e com ele vem chegando o vencimento das despesas fixas, como folha dos empregados, encargos sociais, aluguel, condomínio, luz, IPTU, água, telefone. Sem falar que muitos lojistas têm ainda que gastar com segurança particular, já que o estado não lhes dá essa garantia.

Ai de quem não pagar essas contas em dia. Os juros e a mora são elevados. É por isso que tem muita gente desistindo de ser empresário.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

6 thoughts on “Feriadão ferra comércio já em crise

  1. Descaracterizaram Niterói de tal maneira que dá pena . O comércio que, anteriormente parecia revigorado, agora está em decadência, com lojas fechando e outras sobrevivendo. É triste o quadro em que se encontra a cidade! Não há investimentos, nada. A população parece amortecida com o que está acontecendo, não se manifesta, aceita passivamente , essa decadência.

  2. Não é de hoje que as lojas estão às moscas e outras tantas fechando, não são os feriados ou ponto facultativo que afasta o consumidor, mas sim os preços astronômicos que vêm sendo cobrados pelos produtos, principalmente vestuário, fora da realidade de qualquer assalariado. Procure pesquisar melhor e vai ver que, fora supermercado, as pessoas só tem conseguido comprar, mesmo assim produtos em promoção, em datas especiais.

  3. Ontem e hoje ( 17 e 18 de abril ) andei à pé pela Rua Cel Moreira César ( percurso R Joaquim Távora, até Rua Migue de Frias ) . Lojas e mercados cheios . O que atrapalha o comércio são os mendigos profissionais postados em cada esquina , isso sim .Fica super desagradável o permanente achaque de cheiradores de cola e pedintes profissionais ! Pronto, falei !

Comments are closed.

Menu