New here? Register. ×
×

CHN: referência no transplante de medula

Escrito por Gilson Monteiro às 13:15 do dia 26 de abril de 2018
Sobre: Nova unidade
26abr

Nelson Nahon, presidente do Cremerj; Ilza Boeira Fellows, diretora-geral do CHN; Dulce Pugliese, presidente do Conselho do Ímpar Serviços Hospitalares; e Paulo Cury, presidente da Rede Ímpar

O CHN inaugurou na semana passada sua Unidade de Transplantes, que em duas décadas se consolidou como referência, sendo responsável por mais de 60 por cento dos transplantes de medula óssea feitos nos dois últimos anos no Estado do Rio de Janeiro, tornando-se líder no ranking como a unidade que mais realiza esse tipo de procedimento, número que promete ser bem maior, com a ampliação e modernização de seus serviços.

O hospital de Niterói destaca-se como o único hospital privado do Norte-Leste Fluminense, como o maior transplantador de medula óssea no RJ, com mais de 600 transplantes realizados desde 2007, credenciado também pelo Sistema Nacional de Transplante (SNT), para a realização de transplantes renais, há 20 anos, e musculoesqueléticas, desde 2015, recebendo pacientes de diversas regiões do Estado e do país.

A diretora do CHN, Ilza Fellows, disse que o Grupo estava investindo cada vez mais quando o quesito é segurança assistencial. Nossa nova ala de transplantes conta com grandes sistemas tecnológicos que auxiliam os profissionais de saúde no monitoramento dos pacientes, bem como oferecem bem mais qualidade no tratamento. Esses recursos tecnológicos colocam o CHN, como a unidade transplantadora mais estruturado e bem equipada do Estado do Rio de Janeiro.

Disse ainda que com essa ampliação da Unidade de Transplantes, o CHN dá um salto de oito leitos para 26. “Nossa ampliação foi focada na necessidade que percebemos de precisar crescer, em acreditar, em inspirar boas práticas de saúde”, acrescentou a doutora Fellows.

Encerrando a solenidade de inauguração, Dulce Pugliesi, presidente do Conselho Ímpar de Serviços Hospitalares, disse que estava muito feliz em poder participar de evento tão importante para a saúde, num reconhecimento à equipe de profissionais que há 20 anos atua com dedicação e competência, desde o médico até a pessoa responsável pela limpeza. Como niteroiense, a médica foi criada na Ponta D’Areia. Contou que conseguiu com o saudoso presidente do Grupo, Edson Bueno, os recursos mais do que necessários para ampliar o hospital e tornar a Unidade de Transplantes uma das melhores do país.

— Fico feliz por estar ajudando minha cidade e fazendo com que ninguém precise sair mais daqui em busca de assistência médica no Rio ou em qualquer outro lugar – disse Dulce Pugliesi.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|
Menu