New here? Register. ×
×

Boechat “toca o barco” no Rio Cricket

Escrito por Gilson Monteiro às 12:23 do dia 30 de maio de 2019
Sobre: Entre amigos
30maio

Ricardo Boechat é lembrado em divertidas histórias contadas por 32 companheiros que conviveram com ele durante meio século de jornalismo. O livro “Toca o barco” vai ser lançado dia 11 de junho em Niterói, às 19h, no Rio Cricket, clube onde nasceu o futebol no Brasil, esporte que Boechat amava e praticava em peladas imperdíveis com os amigos do Saco de São Francisco. A noite vai contar com uma participação especial da Orquestra de Cordas da Grota.

O livro editado pela Máquina de Livros, dirigida pelos jornalistas Bruno Thys e Luiz André Alzer, revela histórias pitorescas e retrata um pouco da trajetória do homenageado morto prematuramente em fevereiro, em um acidente de helicóptero, em São Paulo. Muitas dessas passagens rememoradas pelos colegas envolvem o amor do jornalista não somente pelo futebol, mas também pelo próximo, fossem eles familiares, amigos ou até desconhecidos.

Dentre as irreverentes tiradas de Boechat, lembro no livro que o amigo, numa de suas peladas de futebol machucou a perna. Levei a sua casa o ortopedista Ledio Maia. Quando o médico disse que precisava encaminhá-lo ao Hospital São Lucas para tirar um Raios-X, com seu bom humor habitual Boechat retrucou: “Doutor, jornalista não pode ser engessado, ainda mais em época de revolução”. O médico mandou colocar apenas uma atadura e ficou tudo certo.

Com o título de “Toca o barco”, expressão característica do profissional carismático que conquistou numerosos admiradores ao longo dos seus 50 anos de carreira, o livro reúne textos e charges, dos niteroienses Ana Cláudia Guimarães, Luiz Antonio Mello e Luiz André Alzer, outros profissionais de igual quilate, tais como Ancelmo Gois, Chico Caruso, Aroeira, José Simão, Leilane Neubarth, Fernando Mitre, Datena, Tatiana Vasconcellos, Joaquim Ferreira dos Santos, Milton Neves, Angela de Rego Monteiro, Luiz Megale, Aluizio Maranhão e Rodolfo Schneider, entre outros.

A Orquestra de Cordas da Grota, uma iniciativa social com 24 anos de estrada, fará uma participação especial no dia do lançamento de “Toca o barco”. Após a apresentação, os 30 componentes da orquestra serão presenteados com o livro lançado, uma bola de futebol e outra bola ornamental com uma charge de Chico Caruso.

Após a apresentação, os jornalistas autores da obra vão estar à disposição para autografar o livro.

 

Leia também:

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|

3 thoughts on “Boechat “toca o barco” no Rio Cricket

  1. Com certeza, como admirador do carisma, caráter e competência do eterno Boechat, serei mais um a ter esse livro em mãos.
    Parabéns pela iniciativa deste lançamento.

  2. Moro há (40) quarenta anos e picos em São Paulo. Temos, um ex -motorista de Táxi que presta serviço ,permanente , pra nós : Ele disse uma simples frase depois de saber que eu o conhecia . Em minha casa
    “nós perdemos um parente muito querido “
    A família chorou . Eu particularmente só vi algo parecido
    (Airton Senna e Mário Covas ) mas inigualável à comoção, em São Paulo no passamento do Beechat .
    Parabéns pela homenagem ao queridíssimo Jornalista .

Comments are closed.

Menu