New here? Register. ×
×

Alfabetização bilíngue em São Francisco

Escrito por Gilson Monteiro às 18:14 do dia 28 de janeiro de 2019
Sobre: Metodologia canadense
28jan

Vai ser inaugurada em São Francisco, quarta-feira (30/01), a segunda unidade da Maple Bear em Niterói, escola bilíngue de metodologia canadense. Fica na Rua Major Fróes 59 e terá a princípio oito salas de aula com capacidade de até 13 alunos, por turma. Alunos de 1 a 6 anos são alfabetizados em português e em inglês. A escola vai gerar 50 empregos diretos e 75 indiretos na cidade. A outra unidade fica em Icaraí, na Rua Mariz e Barros 496.

A direção da escola está a cargo das experientes Anna Lydia Collares e Fernanda Pintas, à frente da Estação do Aprender há 20 anos, em Niterói, além de Bernardo Collares e Jully Loyola.

— Trazemos uma experiência pedagógica de mais de 30 anos na cidade como um dos principais  diferenciais, agregando junto a uma metodologia que é considerada uma das mais respeitadas no mundo — destaca a diretora Anna Lydia Collares.

A nova Maple Bear vai contar com toda estrutura padronizada, com salas de aula amplas, repletas de materiais manipulativos e centros de aprendizagem.

— Cada sala de aula tem vários Learning Centres, verdadeiros espaços de experimentação: áreas temáticas para a realização de atividades individuais ou em grupo, sobre assuntos como matemática, ciências e outros, onde os alunos aprendem na prática. O espaço é formatado com o objetivo de potencializar ao máximo o aprendizado, engajando, divertindo e desafiando na medida certa, cada um de nossos alunos, de acordo com suas idades. Cada item das salas de aula (móveis, livros, jogos) tem uma razão para existir, reforçando a intencionalidade de cada atividade para a construção do conhecimento, que é um dos pilares da Maple Bear”, explica a coordenadora pedagógica Jully Loyola.

Sharing is caring

Gilson Monteiro
Gilson Monteiro
Iniciou em A Tribuna, dirigiu a sucursal dos Diários Associados no Estado do Rio, atuou no jornal e na rádio Fluminense; e durante 22 anos assinou uma coluna no Globo Niterói. Segue seu trabalho agora na Coluna Niterói de Verdade, contando com a colaboração de um grupo de profissionais de imprensa que amam e defendem a cidade em que vivem.
|
Menu